Antonio Conte é apresentado pelo Chelsea: "Feliz em trabalhar na melhor liga do mundo"

Italiano já começou a trabalhar em Cobham; Conte declara satisfação por assumir Chelsea

Antonio Conte é apresentado pelo Chelsea: "Feliz em trabalhar na melhor liga do mundo"
Conte ficará em Londres por três temporadas (Foto: Steve Bardens/Getty Images)

Antonio Conte enfim chegou ao Chelsea. Após ser anunciado pelo clube londrino ainda no mês de abril, o técnico italiano foi apresentado pelos Blues nessa quinta-feira (14). Conte deixa a seleção italiana depois da eliminação na Eurocopa 2016, sofrida diante da Alemanha, há pouco menos de duas semanas.

Na sua primeira entrevista coletiva à frente do time de Stamford Bridge, o italiano falou sobre vários assuntos, como a chegada a Premier League, o desafio de ser treinador de uma equipe como o Chelsea e sobre ter deixado a seleção italiana.

“Estou muito feliz de começar a trabalhar em um novo país, uma liga fantástica, a mais difícil do mundo. Seis ou sete equipes podem conquistar o título. Esta situação me deixa animado. Temos de lutar pelo título, ir para a Champions League e ficar lá”, disse Conte, inicialmente, sobre a disputa da Premier League.

O italiano revelou ser um desafio treinar uma equipe como Chelsea, afirmando estar ciente que foi o momento certo para chegar a uma liga tão forte. “A pressão para mim não é importante. Eu vivo com a pressão. É a norma quando você é um jogador ou treinador de um grande clube. A última temporada foi ruim aqui. Nós sabemos, mas temos de pensar no presente e trabalhar duro todos os dias para fazer algo importante”, declarou o treinador.

Conte relembrou os tempos de Juventus, ao falar que não tem certeza se é o maior desafio da sua carreira, visto que quando chegou no time de Turim, a Juve não conquistava títulos há algum tempo:

“Eu não sei se este é o desafio mais difícil da minha carreira. A Juventus vinha de com dois sétimos lugares. Nós ganhamos o título no primeiro ano, no segundo, no terceiro... Com a seleção, tinha uma grande pressão da mídia e todo o país”. O técnico acrescentou, declarando a certeza da escolha em trabalhar na Inglaterra: “É o momento certo para chegar na Inglaterra. Eu gosto disso, eu gosto do desafio, para me provar. Estou certo de que juntos podemos ficar bem satisfeitos ao final da temporada”.

O treinador também falou sobre sua saída da Azzurra, declarando que precisava de novos ares na carreira. “Eu decidi deixar a equipe nacional após a eliminatória para a Euro. Queria voltar a respirar o campo, o dia a dia. Eu tive uma grande oportunidade de conversar com o Chelsea, um grande clube, e estou muito feliz por termos encontrado uma solução fantástica”, afirmou Conte.

Ele ainda disse um pouco sobre o primeiro contato com o elenco e elogiou o zagueiro John Terry. “Este foi o segundo dia de treinamento em Cobham. É fantástico trabalhar aqui. Nestes dois dias, vi os jogadores com a atitude certa. Eles têm a vontade de lutar pela camisa, de competir pela posição, competir para ganhar o título. Quando um jogador merece jogar, comigo ele joga”, disse. Sobre Terry, o italiano afirmou: “Ele é o capitão desta equipe. Ele é um grande jogador, com uma grande personalidade e carisma. Ele conhece o clube. Renovou em maio. Tomamos todas as decisões em conjunto com o clube e estou muito feliz da manutenção de John”.

Concluindo, o treinador italiano declarou que ligará para seu compatriota Claudio Ranieri, atual campeão da Premier League com o Leicester City. “No futuro, vou ligar para o Claudio Ranieri. Ele é um homem adorável e vou pedir conselhos a ele”, concluiu. 

Foto: Steve Bardens/Getty Images
Foto: Steve Bardens/Getty Images