Arsenal vence amistoso e se torna primeiro time de Londres a bater Estrelas da MLS

Apesar do jogo mais equilibrado, Gunners conseguiram gol no fim para sacramentar a vitória

Arsenal vence amistoso e se torna primeiro time de Londres a bater Estrelas da MLS
Foto: Thearon W. Henderson/Getty Images
Estrelas da MLS
1 2
Arsenal
Estrelas da MLS: Blake (Bingham 45'); Rosenberry, Ciman, Van Damme, Acosta (Vincent 57'); Pirlo (Klještan 32' (Dempsey 73')), Beckerman (Nagbe 45'), dos Santos (Trapp 45'), Kaká (Díaz 45'), Villa (Piatti 32' (Wondolowski 73')); Drogba (Giovinco 45' (Larin 77')).
Arsenal: Cech (Martínez 67'); Debuchy (Bellerín 45'), Holding, Bielik (Chambers 45'), Gibbs (Monreal 45'); Elneny (Zelalem 67'), Coquelin (Xhaka 45'), Chamberlain (Willock 71'), Wilshere (Iwobi 45'), Campbell (Reine-Adelaide 68'); Walcott (Akpom 67').
Placar: 0-1, min. 11, Campbell. 1-1, min. 45+1', Drogba.
ÁRBITRO: Chris Penso. Amarelos: Ciman 10'
INCIDENCIAS: partida amistosa jogada no avaya Stadium, em San Jose, Estados Unidos.

Na noite desta quinta-feira (28), o Arsenal foi o convidado para o jogo das Estrelas da Major League Soccer, a liga americana de futebol. Em uma partida bastante movimentada para um amistoso, os Gunners venceram por 2 a 1, com gols de Campbell, de pênalti e Akpom no final da partida. Drogba foi quem marcou para os donos da casa.

Times londrinos nunca haviam vencido as Estrelas da MLS até então e no jogo das estrelas, sempre foi o time dos Estados Unidos que venceu. O Arsenal, porém, quebrou essa escrita. 

Agora, os jogadores das Estrelas da MLS voltam aos seus times para a continuação do campeonato, enquanto que o Arsenal joga contra o Chivas Guadalajara na próxima segunda-feira (1º). 

Arsenal tem dominação inicial, marca gol, mas estrelas da MLS equilibram a partida e empatam no final do primeiro tempo

Iniciada de maneira cautelosa, foi o Arsenal quem tomou as rédeas da partida, tendo tecnicamente um time teoricamente superior. Com dois minutos, Pirlo errou na saída de bola, o que não é muito comum por parte do italiano campeão do mundo em 2006, e Walcott recebeu bola de Chamberlain na sequência, porém não conseguiu chutar da maneira que queria. No minuto seguinte, Ox resolveu arriscar da entrada da área, mas acaou mandando pra fora, pela esquerda do goleiro. Mais dois minutos, Theo conseguiu uma cobrança de falta rasteira no contrapé do goleiro, mas o arqueiro conseguiu saltar para ficar com a bola.

Com oito minutos, dos Santos conseguiu um chute improvável e Cech conseguiu fazer uma bela defesa, dando o primeiro highlight da partida. No minuto seguinte, Ciman acabou fazendo falta, segundo árbitro, na área em Campbell, marcando o pênalti para o time inglês. Na cobrança, o próprio costa-riquenho cobrou e fez o gol, abrindo o placar em San Jose. Com 15 minutos, Walcott parte em contra-ataque, sozinho, e mesmo tendo Campbell livre ao seu lado, preferiu o chute, mandando fraco pra defesa de Blake

Já dez minutos mais tarde, Elneny arriscou chute de fora da área, mas o goleiro Blake fez uma defesa digna de novo highlight, mandando para escanteio. Após isso, o jogo ganhou um ar de maior equilíbrio, com as estrelas da MLS conseguindo criar algumas poucas chances, até que Drogba conseguiu empatar a partida nos acréscimos da primeira etapa. O marfinense recebeu na área, chutou para defesa de Cech, no rebote arrematou de novo, explodiu na marcação e, na terceira vez, estufou as redes. 

segunda tempo

Logo no começo da segunda fase, com dois minutos, Giovinco recebeu na entrada da área, girou na marcação e bateu pro gol, mas Cech se jogou para fazer outra bela defesa. Conforme a última etapa do jogo foi se desenvolvendo, o jogo foi mantendo o equilíbrio outrora visto. As estrelas da MLS, porém, tentaram mais forte chegar ao gol do que o Arsenal. 

De fato os jogadores dos Gunners passaram a pegar mais leve no jogo, não forçando muitas jogadas, se mantendo mais cauteloso em campo, o que deu mais espaço e liberdado para que o adversário pudesse tentar a criação. Aos 22 minutos, porém, Xhaka recebeu na intermediária, avançou com a bola no pé e arriscou chute de fora da área, pra defesa do arqueiro, que mandou para escanteio. Dois minutos depois, Adelaide recebeu na entrada da área e arriscou, mas para fora.

Mais para o final do segundo tempo, o Arsenal começou a ter maior controle do jogo. Iwobi, aos 37 minutos recebeu na entrada da área, avançou driblando marcação e chutou de esquerda, mas explodiu na marcação e foi para escanteio. Aos 41, porém, Walcott recebeu pela esquerda e cruzou para Akpom, que empurrou a bola pro fundo das redes, fazendo o segundo do clube britânico.