Promessa alemã, Leroy Sané deixa Schalke 04 e fecha com Manchester City

Meia assina vínculo com os Citizens até junho de 2021

Promessa alemã, Leroy Sané deixa Schalke 04 e fecha com Manchester City
Sané estava no radar do Manchester City desde o ano passado (Foto: Simon Hofmann/Bongarts/Getty Images)

O Manchester City oficializou nesta terça-feira (2), em nota no site do clube, a contratação do meia-atacante Leroy Sané, de 20 anos, ex-Schalke 04. Considerado uma grande promessa alemã, o jogador custou £ 37 milhões aos cofres dos Citizens e assinou contrato de cinco temporadas.

Antes mesmo de o Manchester City anunciar Sané, o Schalke 04 confirmou ontem (1º) na rede social Twitter que o alemão “está atualmente em Manchester e não vai viaja com o Schalke para o campo de treinamento”. O atleta passou por exames médicos e posteriormente firmou vínculo com o clube azul de Manchester.

A imprensa inglesa afirma que Sané era desejo antigo do Manchester City – o meia-atacante estava na mira da agremiação desde 2015. Formado no Schalke, Sané disputou 57 jogos pela equipe profissional do clube, marcou 13 gols e forneceu oito assistências.

Ele debutou pela Seleção Alemã em novembro do ano passado num amistoso contra a França – derrota por 2 a 0. Leroy também esteve entre os 23 atletas relacionados pelo técnico Joachim Löw para a disputa da Eurocopa deste ano, na França. O jovem jogador, porém, ficou em campo somente por 11 minutos, na derrota por 2 a 0 perante a anfitriã do torneio, na semifinal.

O novo comandado de Pep Guardiola pode fazer sua estreia já no próximo domingo (7) em um amistoso contra o Arsenal, em Gotemburgo, na Suécia. Sané é a quarta contratação do City para a temporada 2016/17. Antes, a diretoria dos Citizens havia fechado com o meio-campista Ilkay Gündogan (ex-Borussia Dortmund), o atacante Nolito (ex-Celta de Vigo) e o meia-atacante Oleksandr Zinchenko (ex-FC UFA).

Próximo alvo

A próxima cartada do Manchester City neste mercado de transferências pode ser o zagueiro inglês John Stones, do Everton. Mas um empecilho para a contratação do defensor, de 22 anos, é o alto valor pedido pelo Everton: £ 50 milhões. O clube de Manchester, de acordo com o jornal britânico The Guardian, não quer pagar mais de £ 40 milhões – além de alguns potenciais bônus – pelo zagueiro.