Mourinho quebra silêncio e se defende das críticas em torno de Schweinsteiger

Em entrevista coletiva, treinador do Manchester United explicou motivo do afastamento do meio campista alemão

Mourinho quebra silêncio e se defende das críticas em torno de Schweinsteiger
Mourinho reagiu às críticas em coletiva (Foto: John Peters/Getty Images)

O Manchester United anunciou recentemente a contratação do treinador José Mourinho, que estava afastado do futebol desde a demissão do Chelsea, em dezembro. Tachado de polêmico, o português não parece ter mudado a sua filosofia e já adquiriu diversas críticas no início do novo ciclo na Inglaterra.

Após declarar que não pretendia contar com Bastian Schweinsteiger, Mourinho afastou o meio campista de 32 anos da equipe principal do United, forçando-o a treinar junto com os reservas na equipe Sub-23. Nesta sexta-feira (5), em entrevista coletiva, o treinador falou pela primeira vez sobre o fato de ter barrado o atleta alemão.

“O que está acontecendo com Schweinsteiger, é o que acontece em qualquer clube do mundo, o treinador constrói a equipe com base num determinado número de jogadores”, afirmou Mourinho, defendendo-se das críticas. “Escolho um certo número de jogadores para a temporada, e é isso. Gosto de trabalhar com 20 mais três goleiros, faço isso há 15 anos”, acrescentou.

“Temos muitos jogadores e temos muitas competições, além da Uefa Europa League que pode mudar muita coisa na temporada”, declarou. “Podemos jogar 15 partidas na Liga Europa às quintas-feiras e depois termos a Premier League aos domingos, por isso tomei a decisão de ter 23 mais três. Ainda é muito e por isso tive de tomar as minhas decisões”, concluiu o treinador, abrindo as portas para a saída de Schweinsteiger.

(Foto: Michael Regan/Getty Images)
Futuro do atleta alemão é uma incógnita (Foto: Michael Regan/Getty Images)

"Temos um volante jovem que precisa de tempo para ser titular, mas tem muito potencial e acreditamos nele. Trouxemos Mkhitaryan e a qualidade dele é indiscutível. Temos um super artilheiro e vamos tentar comprar um meio campista bom, portanto, estou satisfeito com o nível do plantel", finalizou Mourinho, deixando ainda mais claro que não contará com o meio campista alemão.

Karl-Heinz Rummenigge, presidente do Bayern de Munique – clube que revelou Schweinsteiger, onde atuou 13 temporadas na equipe principal – criticou a atitude de Mourinho com o ex-capitão da Seleção Alemã. "Eu quase não acreditei quando li isso. Isso nunca aconteceu aqui no Bayern e nunca acontecerá. No futuro, os jogadores vão pensar duas vezes antes de se transferirem para lá”, declarou. “Os tratam de forma mais radical quando querem se livrar deles. Borussia Dortmund, Bayern de Munique ou qualquer outro clube da Bundesliga não fariam isso. Parece ser o preço que os atletas pagam por chegarem a esses clubes", arrematou.