Arsenal e Liverpool medem forças pelo primeiro clássico da Premier League

As equipes vêm de pré-temporadas bem diferentes e devem fazer um confronto, no mínimo, interessante

Arsenal e Liverpool medem forças pelo primeiro clássico da Premier League
Arsenal e Liverpool se enfrentam em primeiro clássico da Premier League 2016-17
Arsenal
Liverpool
Arsenal: Cech; Bellerin, Holding, Chambers, Monreal; Cazorla, Xhaka; Chamberlain, Ramsey, Iwobi; Sanchez
Liverpool: Mignolet; Clyne, Lovren, Klavan, Moreno; Lallana, Can, Henderson; Mane, Firmino, Coutinho
INCIDENCIAS: Jogo válido pela primeira rodada da Premier League 2016-17, que será realizado no Emirates Stadium.

Após 3 meses de espera, transferências e ansiedade, a Premier League está de volta. Neste sábado (13), domingo (14) e segunda (15) acontece a rodada de abertura do campeonato inglês. E nada melhor que abrir a Premier League com um clássico. Para fazer isso, o Arsenal recebe o Liverpool no Emirates Stadium, domingo, às 12h.

As equipes vivem momentos distintos diante deste confronto. O Liverpool parece ter seu time para temporada pronto, sem muitos ajustes a serem feitos. Enquanto o Arsenal tem vários pontos de interrogações sobre o elenco. Na temporada 2015/16, nas duas vezes que se enfrentaram, os Gunners e os Reds empataram. Em Londres, o placar foi de 0-0, já no Anfield a partida terminou 3-3, com gol de empate do Liverpool no último lance da partida. Nos últimos 10 jogos entre eles, não contando com os dois empates da temporada passada, o Arsenal ganhou cinco, Liverpool venceu dois deles e as equipes empataram em três oportunidades.

Arsenal tenta se organizar e começar bem a temporada.

Os Gunners vivem momento distinto do Liverpool, já que essa é a 21º temporada de Arsène Wenger no comando do Arsenal. E, diferente dos Reds que trouxeram sete jogadores, o clube londrino contratou dois, Granit Xhaka e Rob Holding, até agora. E tudo indica que Shkodran Mustafi, zagueiro do Valencia, pode ser a terceira.  Entretanto, os Gunners vem de uma boa pré-temporada onde não perderam e só empataram um jogo. E a adição de Granit Xhaka deve ser de grande importância para o elenco. Além disso, os Gunners contam com a presença de duas das estrelas da equipe. Alexis Sánchez e Peter Cech, cada um em lados distintos do campo mas de importâncias equivalentes para a equipe.

O grande problema enfrentado pelo Arsenal é a defesa, por isso a tentativa de contratar Mustafi, mas a negociação não deve ser finalizada antes do jogo de domingo. A preocupação vem pois dois dos zagueiros que poderiam começar a partida contra o Liverpool estão machucados. São eles Gabriel e Mertesacker, e o principal defensor, Koscielny, não está 100% fisicamente devido a Eurocopa, pois ele foi até a final pela França. Então as soluções que sobram para a equipe são: Começar com uma dupla de zaga quase inexperiente em Calum Chambers e Rob Holding(recém contratado) ou improvisar Nacho Monreal na zaga ao lado de Chambers. E o que Wenger disse em sua entrevista coletiva indica a primeira opção como mais provavél. “As opções que temos no momento são essas. São um pouco jovens mas tem o desejo de jogar bem. Holding jogou na Championship(segunda divisão inglesa) e isso é bom para experiência dele ter jogado lá”, afirmou Wenger. Além de Koscielny, os Gunners também não contam com outros jogadores que voltaram recentemente da Eurocopa e não estão preparados para a partida, como Giroud e Ozil. Danny Welbeck, Wilshere e Carl Jenkinson também não estão disponíveis.

 

Liverpool tem novo começo com Klopp no comando

Este será o primeiro início de temporada de Klopp sob comando do Liverpool, onde ele teve a janela de transferências de verão e pré-temporada para preparar seu elenco da forma que ele quer e dar sua cara à equipe. As chegadas de Sadio Mané , Georginio Wijnaldum e Joel Matip são as que mais chamam atenção em termos de contratações. Mas as chegadas de Loris Karius, goleiro ex-Maiz 05, Marco Grujić, meia-atacante vindo do Crvena Zvezda, e Ragnar Klavan, zagueiro que chegou do FC Augsburg também devem ter um impacto sobre o elenco quando se fala de reforços. Karius, por exemplo, deve ser titular em gol, porém está machucado e não enfrenta o Arsenal neste domingo.

Chegar no meio de um campeonato e tentar adaptar os jogadores a um sistema de jogo diferente do que eles estavam acostumados não é uma tarefa fácil, porém, foi muito bem exercida e cumprida por Klopp. Agora, o treinador alemão mostrou, com as contratações que fez, que quer dar sua cara ao time. As chegadas de Mané e Wijnaldum são exemplos claros disso. Ambos jogadores com velocidade e força física, necessário quando se joga com pressão alta, que consiste em pressionar seu adversário desde a defesa querendo forçar o erro e contra-atacar rápido, estilo muito usado por Klopp desde o Borussia Dortmund.

Para a partida, o Liverpool tem alguns desfalques. Entre eles estão: Loris Karius, Lucas Leiva, Mamadou Sakho e Sturridge. Este último ainda pode enfrentar o Arsenal, mas é um risco pois não está em boas condições física. “Ele perdeu muitas sessões de treinamentos na pré-temporada e começou depois por causa da Eurocopa. Então teremos que tomar uma decisão sobre ele”, disse Klopp. “Todos nós temos uma boa oportunidade de fazer nosso melhor. Isso é o que estou esperando. Estou muito ansioso pela oportunidade de desenvolver e poder ganhar algo”, disse o treinador do Liverpool sobre a nova temporada. Então, os Reds querem continuar a boa forma da pré-temporada onde venceram, entre outros times, o Barcelona por 4-0.