Chelsea vence Burnley com tranquilidade e assume liderança da Premier League

Chelsea domina o primeiro tempo, constrói resultado em casa e sai de campo com a terceira vitória seguida na Premier League

Chelsea vence Burnley com tranquilidade e assume liderança da Premier League
(Foto: Reuters / Andrew Couldridge)
Chelsea
3 0
Burnley
Chelsea: Courtois; Ivanovic, Cahill, Terry, Azpilicueta; Kante; Hazard (Pedro), Oscar, Willian (Moses), Matic; Diego Costa (Batshuayi).
Burnley: Heaton; Lowton, Keane, Mee, Ward; Boyd, Marney (Tarkowski), Defour (Gudmundsson), Arfield (O'Neill); Vokes e Gray.
Placar: 1-0, min. 9, Hazard. 2-0, min. 41, Willian. 3-0, min. 90, Moses.
ÁRBITRO: Mark Clattenburg Cartões Amarelos: Oscar (min. 30), Ivanovic (min. 44), Kaene (min. 50).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 3ª rodada da Premier League 2016/2017, disputada no Stamford Bridge, em Londres.

Na primeira partida oficial da temporada sem tomar gols, neste sábado (27), o Chelsea bateu o Burnley por 3 a 0 em Stamford Bridge, casa dos azuis de Londres. Os gols foram marcados por Hazard, Willian e Moses. A partida, válida pela terceira rodada da Premier League fez com que os Blues chegassem a nove pontos somados na competição, assumindo a liderança, enquanto o Burnley, com apenas uma vitória, segue com apenas três em 13º.

Agora, o Chelsea volta a campo no dia 11 de Setembro, contra o Swansea, no Liberty Stadium, para buscar mais três pontos. O Burnley, por sua vez, receberá mais um recém promovido à primeira divisão, Hull City, no dia 10 de Setembro, no Turf Moor Stadium.

Chelsea avassalador na primeira etapa

O início da partida teve certo equilíbrio, com tentativas iguais para os dois lados até que Hazard, aos nove minutos pegasse a bola no meio de campo, puxando contra-ataque sozinho e chutando no canto, abrindo o placar para a equipe de Londres. Daquele momento em diante, o Chelsea passou a ter amplo domínio sobre a equipe do Burnley, com inúmeras oportunidades criadas, e a estrela do camisa 10 da equipe brilhando cada vez mais.

Até os 23' do primeiro tempo, até mesmo os defensores, a exemplo de Gary Cahill, se arriscavam a avançar para o campo de ataque, enquanto a equipe visitante ainda não havia chegado nenhuma vez à meta defendida por Courtois.

O Burnley se fechava cada vez mais em seu campo, com dificuldades na tentativa de criar jogadas, enquanto os Blues continuavam a pressionar, buscando mais um gol. A cada chegada do ataque londrino, a estrela de Heaton brilhava, com diversas defesas espetaculares feitas pelo goleiro dos Clarets. Mas, o show particular prestado pelo defensor não durou até o fim da primeira etapa.

Aos 41 minutos, Willian recebeu no bico da área, avançou, tirou o marcador e bateu cruzado, no canto direito do goleiro Heaton, ampliando o placar. Chelsea 2x0 Burnley. Um placar justo, mas que não expressava o volume de jogo criado pelos donos da casa diante do recém promovido a Premier League.

Ao sentir o segundo gol, a resposta dos Clarets passou a ser diferente. O Burnley parecia decidido a sair para o jogo finalmente, e aos 43' Arfield chutou cruzado e rasteiro de dentro da área do helsea. A bola saiu rente ao poste direito. O árbitro deu apenas um minuto de acréscimo e, sem mais lances de perigo por ambas as partes, encerrou a primeira etapa da partida. 

Equilíbrio no segundo tempo e vitória decretada

No retorno para a segunda etapa, sem alterações nas duas equipes, o jogo era outro já nos primeiros minutos. No minuto 47, Vokes chegou fazendo o pivô e ajeitando para Marney, que bate para longe do gol de Courtois. Os comandados de Antonio Conte responderam apenas um minuto depois, em uma cobrança de falta de Willian, de fora da área, que também passou longe da meta adversária. Ainda aos 49', Keane derrubou Diego Costa na entrada da área, sendo penalizado com o cartão amarelo. Na cobrança, Willian mais uma vez bateu por cima da barreira e do gol do Burnley, mas sem levar perigo.

Com 53 minutos, Diego Costa perdeu grande oportunidade. O camisa 19 ficou na frente gol após passe de Hazard, mas chutou nas mãos do goleiro Heaton. O Chelsea voltou a pressionar um pouco mais em relação a seus adversários, na tentativa de encontrar seu terceiro gol. Aos 56', mais uma chance incrível desperdiçada pelos Blues. Willian bateu escanteio para fora da área e Hazard chutou de primeira, mas Heaton espalmou. No rebote, Terry chutou por cima do gol. 

Percebendo o momento mais frágil de seus comandados, o técnico Sean Dyche decidiu fazer sua primeira alteração. Tirou de campo o meia Arfield para a entrada de Gudmundsson. Nos dois minutos seguintes, mais duas chances foram desperdiçadas pelo Chelsea, com Diego Costa e Eden Hazard. Na necessidade de reagir aos ataques londrinos, mais uma alteração foi feita pelo técnico do Burnley: saiu mais um meia, Defour, para a entrada de O'Neill.

Ainda assim, o Chelsea chegava com facilidade ao gol de Heaton, mas pecava nas finalizações. Gastando sua última alteração então, Dyche tirou de campo Marney, machucado, dando lugar a Tarkowski.

O Burnley voltou a dar sinais de que estava vivo na partida somente aos 76 minutos, em sua primeira chegada ao gol do Chelsea durante a segunda etapa. Vokes aproveitou escanteio da esquerda e cabeceou, mas Courtois fez boa defesa. Após o lance, Conte fez sua primeira alteração na partida. Willian deixou o Stamford Bridge muito aplaudido, e deu lugar a Victor Moses. Os Blues se preparavam para mais um ataque, até que Mee se antecipa para desarmar Diego Costa. Em seguida, mais duas alterações no Chelsea: saíram Diego Costa e Hazard para as entradas de Batshuayi e Pedro.

Aos 87 minutos, Batshuayi ganhou de três marcadores dentro da área e encheu o pé para mandar para o fundo da rede, mas a bola saiu à esquerda. Em meio a tantas grandes chances perdidas, finalmente o terceiro gol da equipe de Londres chegou, e veio dos pés de Moses, aos 90'. Em contra-ataque, Pedro avançou pela esquerda e deu passe na medida para Moses, que chegou de carrinho para marcar. 3x0 Chelsea.

O árbitro ainda deu três minutos complementares, os Blues criaram mais uma chance de gol, mas o placar seguiu inalterado. O Chelsea chega a sua terceira vitória em três jogos na Premier League, enquanto o Burnley segue com duas derrotas e apenas uma vitória nesse início de competição.