Agüero é suspenso por agressão e está fora do dérbi contra Manchester United

Argentino foi punido com a suspensão em três jogos, sendo dois da Premier League e um da Copa da Liga

Agüero é suspenso por agressão e está fora do dérbi contra Manchester United
Agüero comemora gol diante do Stoke City, na segunda rodada da Premier League (Foto: Chris Brunskill/Getty Images)

Sérgio Agüero não disputará o dérbi diante do Manchester United, que ocorrerá no próximo sábado (10). É o que foi confirmado pela FA, Federação Inglesa de Futebol, nesta sexta-feira (2). O atacante argentino foi suspenso por três jogos, como punição a agressão ao zagueiro Winston Reid durante a partida contra o West Ham, ocorrida no último dia 28 de agosto, e que terminou com vitória de 3 a 1 do time treinado por Pep Guardiola.

Os torcedores dos Citizens torciam para que a FA não julgasse o lance como agressão, fazendo com que o camisa 10 da equipe estivesse presente no primeiro clássico da temporada, que marcará o primeiro confronto entre José Mourinho e Pep Guardiola em terras inglesas, que ocorrerá em Old Trafford. O lance não foi visto pelo árbitro no momento da partida, o que fez deixou os torcedores mais esperançosos. A agressão lembrou um lance envolvendo Bastian Schweinsteiger, sobre o mesmo Reid, que teve como consequência uma punição similar a sofrida por Agüero.

Além de estar ausente da partida contra os Red Devils, o artilheiro argentino não estará a disposição de Guardiola nos jogos contra o Bournemouth, também pela Premier League, além do confronto ante o Swansea City, válido pela Copa da Liga Inglesa.

Veja na íntegra a declaração da FA:

“Sergio Agüero receberá uma suspensão de três jogos, com efeito imediato, após a FA julgá-lo culpado da acusação de conduta violenta.

O atacante do Manchester City se envolveu em um incidente com Winston Reid, do West Ham, que, apesar de não ter sido visto pela arbitragem, foi pego nas imagens da partida.

O clube negou a acusação e pediu uma nova avaliação do caso, afirmando que a punição seria excessiva para o caso.

Em julgamento realizado nesta sexta-feira, por uma comissão independente de regulação, o atleta foi considerado culpado, e o clube já não pode mais recorrer da suspensão de três jogos”.