Copa Africana de Nações desfalcará clubes ingleses em cinco rodadas da Premier League

Leicester e Liverpool são um dos mais prejudicados, com reforços recentes à serviço de suas seleções

Copa Africana de Nações desfalcará clubes ingleses em cinco rodadas da Premier League
Ryad Mahrez desfalcará o Leicester City (Foto: Michael Regan/Getty Images)

Os compromissos de jogadores de grandes clubes ingleses por suas seleções não costumam ser um problema na disputa da Premier League. Com calendário organizado, o certame inglês suporta as datas Fifa com folgas para os times, fazendo com que desfalques por conta dos selecionados nacionais não sejam um problema. Um dos poucos momentos em que essa regra é quebrada é quando se dá a disputa da Copa Africana de Nações. A competição, que será realizada entre 14 de janeiro e 5 de fevereiro de 2017, no Gabão, será problema para diversos times que têm jogadores africanos em seus elencos.

No total, serão cinco rodadas da Premier League acontecendo paralelamente à disputa do torneio continental africano. Essa conta não inclui o tempo de viagem para preparação prévia à competição, bem como o traslado de volta à terra da rainha. Para efeito de comparação, a Bundesliga e a Serie A terão três e quatro rodadas de desfalques, respectivamente.

Dentre os dezoito times da Premier League, à primeira vista, o mais prejudicado será o Leicester City. O atual campeão inglês terá três desfalques, dois deles vindos da mesma seleção. A Argélia, uma das favoritas à conquista do torneio, levará Ryad Mahrez e Islam Slimani. O ponta, eleito melhor jogador do último campeonato e o reforço de R$ 108 milhões deixarão Claudio Ranieri em dificuldades no começo do próximo ano. Além deles, Schlupp, opção para substituir Mahrez, deverá defender Gana na Copa.

Além de Slimani, que chegou recentemente ao Leicester por quantia astronômica, outros reforços recentes de alguns times da Premier League não poderão atuar no começo do próximo ano. No Liverpool, Saidio Mané, que custou R$ 148 milhões, vestirá a camisa de Senegal. José Mourinho também terá dificuldades, visto que Bailly, recem-chegado do Villarreal por R$ 138 milhões, estará no comando da zaga da Costa do Marfim.

Outros quatro clubes terão desfalques importantes no momento da Copa Africana de Nações. O Arsenal perderá o volante Elneny para o Egito. Amrabat deixará o Watford para defender o Marrocos. West Ham e Stoke City perderão três e dois jogadores respectivamente, entre eles reforços desta temporada. Feghouli, que veio do Valencia e defenderá a favorita Argélia, Ayew, recém-chegado do Marseille, por Gana e Kouyaté, por Senegal, estarão no continente africano para a competição, deixando a equipe de Londres. Já o Stoke perde Bony, centroavante costa-marfinense emprestado pelo Manchester City, e Diouf, senegalês da mesma posição.