Com Lukaku avassalador, Everton vence Sunderland e entra no G-4 da Premier League

Atacante belga marca um hat-trick em 11 minutos na segunda etapa e garante vitória dos Toffees para ir ao terceiro lugar; Sunderland desce para a penúltima posição

Com Lukaku avassalador, Everton vence Sunderland e entra no G-4 da Premier League
Foto: Stu Forster / Getty Images
Sunderland
0 3
Everton
Sunderland: Pickford/ Manquillo, Kone, Djilobodji, Patrick van Aaholt; Kirchhoff (Denayer 76'), Rodwell; Watmore (Ndong 73'), Janujaj, Gooch (Khazri 57'); Defoe.
Everton: Stekelenburg; Coleman, Jagielka, Williams, Baines; Gueye, Barry, Mirallas, Barkley (Deulofeu 45'), Bolasie (Davis 76'); Lukaku (Kone 89').
Placar: 0-1, min. 60, Lukaku. 0-2, min. 68, Lukaku. 0-3, min. 71, Lukaku.
ÁRBITRO: Mike Jones. Amarelos: Wamore 42', Gueye 55'
INCIDENCIAS: Partida válida pela quarta rodada da Premier league 2016/2017, realizado no stadium of light, em sunderland, inglaterra.

Fechando a quarta rodada da Premier League nesta segunda-feira (12), o Everton viajou para enfrentar o Sunderland e aproveitou as chances que criou de maneira a marcar três gols com Lukaku, fazendo o hat-trick. Ao final, o placar foi de 3 a 0, mas ele não indica o que foi a partida, tendo bastante intensidade, transição e disputas pelos espaços e chances.

Ao final do dia, os Toffees sobem para a terceira posição com 10 pontos de 12 possíveis, enquanto que o Sunderland mantém o começo ruim de campanha, amargando a 19ª posição com apenas um ponto ganho. 

Na próxima rodada, os Black Lights descem o mapa para enfrentar o Tottenham, em Londres, no próximo domingo (18). Já o time de Merseyside recebe, no sábado (17), o Middlesbrough para confirmar o bom começo de campeonato.

Disputa no primeiro tempo é acirrada e placar não sai do zero

Apesar do jogo ser no Stadium of Light, o Everton saiu para o jogo logo no início e a característica principal da Premier League foi muito vista no começo da partida, com a intensidade e muita transição rápida que de vez em quando dava vez às bolas longas. Defoe, aos 10 minutos, abriu a porteira das oportunidades, quando chutou da entrada da área e a bola acabou indo por cima do gol. 

Quando se passaram três muitos desde a primeira chance de perigo do jogo, os Toffees deciriam responder. Bolasie fez boa jogada individual e rápida pela direita, conseguiu cruzar na medida para Lukaku, sozinho, cabecear para o gol, porém Pickford estava bem posicionada e conseguiu fazer a defesa, dando ar ao primeiro highlight do embate. O belga apareceu novamente aos 18 minutos, quando recebeu fazendo o pivô dentro da área, tentou girar, perdeu o equilíbrio e tentou o chute assim mesmo, porém fraco por falta de posicionamento. 

Mais para o final da primeira fase foi quando o Sunderland começou a agredir com mais intensidade, buscando sair do primeiro tempo com a vantagem e tentar quebrar um pouco o psicológico do adversário. Aos 39 minutos, cruzamento para a área de Gooch acabou indo direto, obrigando o goleiro do time de Merseyside fazer a defesa para escanteio. 

Lukaku deslancha e marca hat-trick na segunda fase para garantir vitória do Everton

Assim como foi no primeiro tempo, porém, o Everton começou a fase final pressionando o adversário, trocando passes no campo de ataque e procurando ser fatal quando teve a oportunidade. Com quatro minutos de jogo, o time já tinha obrigado Stekelenburg a fazer uma defesa no chute de Bolasie pela esquerda e antes disso a zaga havia cortado uma chegada do time de azul. 

Pelo alto foi a oportunidade que o Sunderland viu aos seis minutos, quando Koné cabeceou uma bola que veio em cobrança de escanteio, mas o goleiro do Everton estava atento e encaixou. Dois minutos depois, Deulofeu recebeu belo lançamento longo, ajeitou, ficou de frente e conseguiu fazer boa jogada individual em cima da marcação até conseguir abrir espaço e chutar, desviado. Na sobra, Coleman arrematou com força e Lukaku tentou o desvio, mas para fora. 

Toda insistência ofensiva do Everton foi compensada aos 14 minutos, quando Lukaku foi encontrado sozinho em contra-ataque num cruzamento feito por Gueye. O camisa 10 dos Toffees fez como manda o manual: cabeceou forte no chão, tirando as chances de Pickford de defender e abrindo o placar. 

Após o gol dos visitantes, o jogo ganhou uma intensidade absurda nos minutos seguites. Lukaku acertou a trave aos 17 minutos e, no contra-ataque, Watmore acabou chutando em cima da defesa. A urgência do empate do Sunderland obrigou a que isso acontecesse. O camisa 10 não quis continuar apenas com um gol. Aos 23, recebeu novo cruzamento preciso e só teve o trabalho de mandar pro gol, ampliando. 

A conta não parou por aí. Dois minutos depois, Lukaku chegou ao hat-trick, quando recebeu no meio sozinho, avançou e tirou do goleiro, sem problemas. E assim prosseguiu, até o fim do jogo.