Guardiola não pensa em alterar seu estilo de jogo: "Antes sair do City que mudar minhas ideias"

Treinador garante que não irá abrir mão de sua filosofia após ser goleado pelo Barcelona na Champions League

Guardiola não pensa em alterar seu estilo de jogo: "Antes sair do City que mudar minhas ideias"
Guardiola continuará fiel à sua filosofia (Foto: Dave Thompson/Getty Images)

A goleada que o Manchester City sofreu no Camp Nou, na última quarta-feira (19), pela fase de grupos da Champions League, desencadeou uma série de críticas à filosofia de como Pep Guardiola enxerga o futebol. Adepto do jogo ofensivo, muitas vezes considerado suicida contra algumas equipes, o treinador viu o Barcelona aproveitar as falhas individuais de sua equipe para aplicar o sonoro 4 a 0. Porém, engana-se quem pensa que Pep esteja cogitando abdicar de seus métodos.

“Não vou mudar meu estilo de jogo. Vocês gostariam, não? Sabe o quê? Eu ganhei 21 títulos em sete anos. Três títulos por temporada jogando no mesmo estilo”, disparou Guardiola, quando indagado acerca das críticas que vem recebendo da imprensa inglesa.

Mas se acha que vou chegar aqui e em três meses tudo vai estar bem e vamos ganhar de 4 a 0 do Barcelona no Camp Nou, dominando o jogo frente a jogadores como Messi, Suárez e Neymar... Não, eu sou bom, mas nem tanto”, pontuou.

Guardiola se mantém fiel à sua filosofia no City: "Meus times jogam do jeito que eu quero"

Jogamos em Barcelona contra uma equipe que está atuando da mesma forma há 15 anos, e que está acostumada a jogar este tipo de partida. Nós vamos tentar construir algo desde o princípio”, avisou Pep.

Fiel às suas ideias, Guardiola chegou a dizer que é mais fácil deixar o comandando do Manchester City a ter de alterar sua visão do futebol. “Não mudarei, já pensei muitas vezes, mas as alternativas que me ocorrem são muito piores. Antes sair do clube que mudar minhas ideias. Construir uma coisa é muito difícil”, destacou.

Ousado, o City não se acanhou a foi para cima do Barcelona em pleno Camp Nou. Marcou sob pressão no início de jogo, adiantou as linhas e sufocou os culés na defesa. Porém, erros individuais dos meio-campistas Fernandinho e Ilkay Gündogan, e, principalmente, do goleiro Claudio Bravo – expulso após defender com as mãos fora da área – jogaram por terra a tática do time inglês. Os gols do Barça foram marcados por Lionel Messi (hat-trick) e Neymar.