Mata decide, United supera City em clássico equilibrado e avança às quartas da EFL Cup

Red Devils conquista vitória pelo placar mínimo em partida que ficou marcada pela disputa pelo meio de campo

Mata decide, United supera City em clássico equilibrado e avança às quartas da EFL Cup
Apesar de não ter ido às redes, Ibrahimovic acabou sendo o destaque do jogo (Foto: Matthew Peters / Getty Images)
Manchester United
1 0
Manchester City
Manchester United: De Gea; Valencia, Blind, Rojo, Shaw; Carrick, Herrera, Mata (Schneiderlin 73'), Pogba, Rashford (Lingard 82'); Ibrahimovic.
Manchester City: Caballero; Otamendi, Maffeo, Kompany, Clichy; Aleix Garcia, Fernando, Navas; Nolito (Agüero 71'), Iheanacho, Sané (Sterling 63').
Placar: 1-0, min. 54, Mata.
ÁRBITRO: Mike Dean. Amarelos: Iheanacho 13', Valencia 25', Ibrahimovic 90+1', Pogba 90+1'.
INCIDENCIAS: partida válida pela quarta rodada da copa da liga inglesa, realizado no old trafford, em manchester, inglaterra.

Pela segunda vez na temporada, Manchester United e Manchester City se encontraram no clássico da cidade que leva os nomes dos times. Mourinho e Guardiola voltaram a se encontrar no Old Trafford, na tarde desta quarta-feira (26), pela quarta rodada da EFL Cup, a Copa da Liga Inglesa. Os Red Devils, porém, saíram vitoriosos por 1 a 0 com gol de Mata na etapa final. O torneio para as quartas de final acontecerá ainda hoje, logo após o encerramento de todos os jogos.

O United agora prossegue com seu sonho de títulos domésticos nesta temporada, visto que não participa de competições internacionais. O City, por sua vez, tem um certame a menos para pensar e pode focar seus esforços na Premier League e Champions League. 

Ambos os times voltam a campo neste sábado (29), às 12h, quando os Red Devils recebem o Burnley e os Citizens viajam para enfrentar o West Bromwich. 

Batalha por espaços e poucas finalizações marcam primeira etapa

O City iniciou o jogo tendo a bola no seu pé e a equipe de Pep conseguiu tirar proveito da situação quando, no primeiro minuto, Iheanacho recebeu cruzamento muito na frente mas fez o peixinho, porém pegou errado na bola, mandando por cima do gol. Início movimentado, dando indícios de grandes atitudes ofensivas, visto que o United logo tentou sair com ligação direta no minuto seguinte.

Durante os próximos minutos, o jogo virou uma batalha pela caça do espaço. Os dois times não conseguiam atacar de maneira devida, tendo suas tentativas sempre ofuscadas pela defesa ou nem sequer criavam algo, tentando uma bola longa do meio de campo que acabava sendo interceptada. Com 22 minutos, saiu o primeiro chute dos donos da casa no jogo. Ibrahimovic cobrou falta por entre a barreira, mas a bola foi desviada e saiu em escanteio. 

A partida continuou da mesma forma, com bastante passes trocados, movimentações rápidas no meio e no ataque, porém ainda sem alguma criação que obrigue os goleiros a trabalhar ou que assuste uma das torcidas. A batalha pelo meio continuou a ser travada, tendo um dos dois times ganhado ela por algum tempo, revezendo tal situação entre si. Com 35 minutos, porém, a boal sobrou no pé de Zlatan novamente, dentro da área e ele tentou um chute colocado, porém foi desviado para escanteio. 

O sueco continou sua boa atuação até o momento, quando lançou inteligentemente para Rashford, mas o inglês não conseguiu completar. Na sobra, Pogba tentou ajeitar para Ibra, mas ele não chegou na bola, que acabou sendo desviada para escanteio. O City voltou a chegar no ataque quando Ihenacho recebeu no contra-ataque, porém ele não consegui acompanhar o ritmo da bola e, quando chutou, a marcação já tinha chegado para desviar.

United sai na frente na etapa final, City luta, mas não conquista igualdade

A etapa final começou com o United em cima, tendo uma chance de gol logo de cara. Pogba recebeu bola de Ibra na área e chutou, mas Caballero estava bem posicionado para se jogar na bola e desviar com um toque mínimo que fizesse a bola bater na trave ao invés de ir às redes. Em bate rebate no meio de campo, a bola acabou nos pés de Zlatan que acabou tocando para dentro da área. Mata aproveitou a bola deixada e empurrou pro fundo das redes, abrindo o placar no Old Trafford aos nove minutos. 

Com mais desejo pela vitória na etapa final, o United realmente voltou com mais garra e maior objetividade que na primeira etapa. A conversa no vestiário deve ter sido extremamente tática. A prova disso é a nova chegada do time, dessa vez com Rashford, pela esquerda, que avançou e cruzou para Ibra, que acabou furando pela velocidade que a bola tinha, aos 19 minutos.

Após algumas alterações promovidas no City, a equipe se mostrou mais ofensiva que anteriormente, porém ainda sem a bola que ajudasse a empatar. A equipe pressionou, mas não conseguiu chegar na igualdade.