Mourinho se mostra satisfeito com vitória diante do City e agradece apoio da torcida: "Paixão real"

United derrotou seu rival local por 1 a 0 e alcançou a próxima fase da Copa da Liga Inglesa; Mou dedica triunfo aos torcedores

Mourinho se mostra satisfeito com vitória diante do City e agradece apoio da torcida: "Paixão real"
Mourinho conquistou a primeira vitória em um clássico na temporada (Foto: Michael Steele/Getty Images)

Depois de dura derrota para o Chelsea no último domingo (23), o Manchester United voltou a campo nesta quarta-feira (26). Os Red Devils receberam seus rivais da cidade, o Manchester City, em partida válida pelas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa, ou EFL Cup. O time de José Mourinho derrotou os comandados de Pep Guardiola por 1 a 0, com gol do espanhol Juan Mata, e garantiu a classificação à próxima fase.

Mata decide, United supera City em clássico equilibrado e avança às quartas da EFL Cup

O português Mourinho mostrou-se satisfeito e avaliou o resultado como importante, por se tratar de uma competição de mata-mata, além de servir como um alívio à torcida do United após a derrota sofrida contra o Chelsea no Stamford Bridge.

“É um resultado importante, porque esta é uma competição de mata-mata. É especialmente importante porque era uma maneira de criar uma sensação melhor para os maravilhosos torcedores que eu nunca visto antes na minha vida. Depois da derrota na casa do Chelsea, para ter este suporte é incrível. O amor que essas pessoas têm pelo clube é maior do que o resultado, é maior do que o sucesso e os troféus. É o amor real e é verdadeira paixão. Estou muito feliz por eles, os torcedores e os jogadores, eu não me importo sobre mim mesmo”, afirmou o treinador.

O técnico também falou sobre o desempenho do time dentro da partida: “O desempenho foi bom, não foi fenomenal, mas foi bom. O que foi fenomenal foi o espírito, o esforço e a solidariedade. Isso é o mínimo que podemos dar para os fãs”.

Mourinho destacou a segunda etapa da sua equipe, quando na sua visão o time conseguiu pressionar mais os Citizens, além de ter demonstrado mais confiança. “Nós encontramos uma maneira melhor para pressioná-los e recuperar a bola. Nós tivemos que jogar com dois zagueiros canhotos e Marcos Rojo não tinha jogado por um tempo, mas ele foi fenomenal hoje. Nós estávamos começando a confiar em nossa organização defensiva e, em seguida, no segundo semestre, especialmente Herrera, Carrick e Pogba, eles aumentaram o ritmo. Eu acredito Ander Herrera trouxe a equipe a diferentes níveis de intensidade e pressão”, disse Mou.

Concluindo, Mou, que pediu desculpa a torcida pela goleada sofrida diante do Chelsea, agradeceu o sentimento de apoio da torcida: “É a paixão real que não depende de resultados ou os momentos. É fácil ser um torcedor do United quando o time ganha cinco títulos em sete anos. Mas não é tão fácil quando você perde de 4 a 0 e isso é incrível. a única coisa que posso dizer é que eu não poderia estar mais orgulhoso do que eu sou para ser Man United manager. Nós vamos lutar e os jogadores fizeram isso para os fãs. Os fãs fizeram isso para os fãs também, porque eles também jogaram este jogo. Este não era o final da Champions League. Era apenas a Taça da Liga 16 avos, mas foi contra o City e foi após uma grande derrota e por isso era muito importante para nós”, finalizou.