Manchester City enfrenta freguês West Brom para pôr fim à má fase

Equipe de Guardiola sustenta liderança da Premier League, mas amarga seis jogos sem vitória; resultados recentes entre os clubes é ponto positivo para os Citizens

Manchester City enfrenta freguês West Brom para pôr fim à má fase
West Brom
Manchester City

Há seis jogos sem vencer na temporada, o Manchester City aposta no fim do jejum neste sábado (29), quando visita o West Brom, no The Hawthorns, às 12h (de Brasília) pela décima rodada da Premier League. Se depender do retrospecto recente entre as equipes, os comandados de Pep Guardiola sairão do estádio com os três pontos: são 12 jogos de invencibilidade, com 11 vitórias e um empate; a última derrota ocorreu em setembro de 2010 pela Copa da Liga.

O jogo é visto como parte vital na recuperação dos Citizens no ano. Após começo arrasador com seis vitórias em seis jogos na Premier League, a equipe de Guardiola amarga dois empates e uma derrota nas últimas três partidas. Além disso, o City foi goleado pelo Barcelona na Uefa Champions League e eliminado para o arquirrival Manchester United na copa da liga.

Apesar da má fase, o Manchester City permanece na liderança da Premier com 20 pontos ganhos, mesma pontuação de Liverpool e Arsenal, nos critérios de desempate, porém, os azuis mantiveram a liderança. Já o West Bromwich atualmente é o 13º colocado, com dez pontos conquistados. 

West Bromwich liga o alerta contra a zona da degola

Os donos da casa vivem um momento complicado no campeonato nacional, são quatro partidas sem vencer, sendo três empates e uma derrota. Com esse jejum, o time do interior da Inglaterra se aproxima a passos largos da zona de rebaixamento, a distância para o Hull City, primeiro time da degola, é de apenas três pontos.

Com isso o jogo contra os citizes se tornou crucial para os planos do Bromwich na temporada, uma derrota pode significar o início de uma crise para a equipe do técnico Tony Pulis.

Guardiola admite má fase e diz acreditar na superação do City

Pep Guardiola atravessa fase inédita na carreira, o técnico do City jamais tinha passado uma sequência de seis jogos sem vencer. Em toda a sua trajetória, a vez que chegou mais perto foi no comando do Barcelona, quando amargou cinco partidas sem vitória.

Ciente do mal momento, o treinador mostrou confiança para o jogo contra o Bromwich, e disse acreditar na superação de sua equipe. "Tenho mais pena dos jogadores, porque sei como trabalham e não merecem passar por essa fase negativa. Estou convencido que este período vai nos dar mais força para o futuro. Estou seguro que vamos ultrapassar esse momento", salientou.