Em partida movimentada, Liverpool bate Crystal Palace fora de casa e cola na liderança

Firmino marcou um dos gols do time visitante e o Liverpool continua brigando com Arsenal e City pelo título; as Águias agora chegam de vez na parte de baixo da tabela

Em partida movimentada, Liverpool bate Crystal Palace fora de casa e cola na liderança
Foto: Divulgação/Liverpool
Crystal Palace
2 4
Liverpool
Crystal Palace: Mandanda; Ward, Dan, Tomkins, Kelly; Cabaye, McArthur, Lee (Townsend, min. 65), Ledley (Puncheon, min. 73), Zaha, Benteke.
Liverpool: Karius; Clyne, Lovren, Matip, Moreno; Can, Henderson, Lallana (Wijnaldum, min. 75); Coutinho (Origi, min. 88), Firmino, Mané (Klavan, min. 91).
Placar: 0-1, min. 16, Can. 1-1, min. 18, Cabaye. 1-2, min. 22, Lovren. 2-2, min. 33, McArthur. 2-3, min. 42, Matip. 2-4, min. 70, Firmino.
ÁRBITRO: Cartão Amarelo: Emre Can (min. 48), Cabaye (min. 62), Firmino (min. 70)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 10° rodada da Premier League, realizado no Selhurst Park, em Londres

Partida intensa. Mais uma na Premier League 2016/17 com essa característca. Na continuação da 10° rodada do campeonato inglês, o Crystal Palace recebeu o Liverpool no Selhurst Park, com ambos os times com objetivos distintos no início da competição. Ao fim dos 90 minutos, o conjunto ofensivo dos Reds foi melhor e saiu de Londres com a vitória sobre os anfitriões por 4 a 2.

Para o time de Jurgen Klopp, Can, Lovren, Matip e Firmino deixaram suas marcas. Cabaye e McArthur fizeram os gols das Águias. O placar deixou o Liverpool na terceira posição com 23 pontos, empatado com Manchester City e Arsenal, mas perde no saldo para os Citizens (15) e Gunners (13), enquanto o time scouser tem 11 gols.

Já o Crystal Palace perde mais uma na Premier League, a quinta em 10 jogos. Agora, o time londrino é apenas o 12° colocado com onze pontos, quatro acima do primeira na zona de rebaixamanto, ostentada pelo Hull City.

Os dois times voltam a campo na 11° rodada da Premier League. No próximo sábado (5), o Palace vai para o Turf Moor enfrentar o Burnley às 13h. Já no domingo (6), o Liverpool volta para Anfield e receberá o Watford às 12h15, em ambos os jogos com horário de Brasília.

Cinco gols em 45 minutos e os Reds ficam na frente

Como costumeiro, a partida do Liverpool na Premier League começou movimentada. Coutinho e Henderson conduziram as jogadas pelo meio de campo. O Crystal Palace ficou mas retraído por cotna das investidas e das linhas verticais rompidas, principalmente pelo camisa 10.

O restante do primeiro tempo seguiu em ritmo rápido. O time visitante abriu o placar com 16 minutos. Em cruzamento pelo lado direito, Emre Can se antecipou na pequena área e tocou sem chances para Mandanda. Nem dois mintuos de comemoração, o Palace conseguiu empatar com Cabaye, aproveitando erro do zagueiro Lovren. O meia francês encobriu Karius e fez 1 a 1.

Mas em quatro minutos o sérvio se recuperou da jogada errada no gol de empate. No lançamento vindo do lado esquerdo, Lovren subiu mais que todo mundo e usou a cabeça para colocar por baixo de Mandanda. Por um tempo, o Palace procurou ficar mais com a bola. Aos 33 minutos, em chegada pelo lado direito, a bola sobrou para McArthur, que cabeceou no canto de Karius, fazendo 2 a 2.

Mesmo com o empate, o Liverpool insistia no ataque e era melhor em campo. Os reds desperdiçaram duas boas oportunidades. A primeira parou no goleiro francês, que espalmou para o lado um cabeceio de Philipe Coutinho. Na segunda, Firmino e Clyne tabelaram, com o lateral inglês cruzando rasteiro para Mané, que da marca do pênalti chutou por cima.

Mas aos 42 minutos, o Liverpool fez mais um gol. O segundo de cabeça marcado pro um zagueiro. Desta vez o camaronês Joel Matip cabeceou com força, Mandanda ainda encostou na bola, porém não evitou o 3 a 2.

Firmino deixa sua marca e Liverpool garante três pontos

Benteke teve a primeira oportunidade na segunda etapa. O centroavante chutou de esquerda, obrigando Karius a fazer boa defesa. No escanteio, o belga cabeceou, mas o alemão estava bem posicionado. O Liverpool respondeu aos 8 minutos. Coutinho fez passe para Mané, que finalizou para outra boa jogada de Mandanda.

O time da casa reclamou de duas faltas dentro da área. O juíz mandou o jogo seguir em ambas. Com o Palace tomando as ações, sobrava para o time de Klopp trabalhar nos contra ataques. Mané partiu pela direita e cruzou para Coutinho, que não aproveitou a chance. Depois dos 15 minutos, os reds trabalharam mais com a posse de bola. Firmino teve chance dentro da área, mas preferiu o cruzamente, afastado por Kelly.

Aos 25 minutos, o Liverpool ampliou o marcador. Coutinho e Henderson trocaram passes pelo meio. O inglês lançou para Roberto Firmino, que livrou-se da marcação e tocou na saída do goleiro e fazendo 4 a 2. Coutinho teve oportunidade de marcar o quinto, Mandanda no entanto surgiu outra vez e evitou mais um gol.

Somente aos 40 minutos que o Crystal palace finalizou com perigo após o 4 a 2. Puncheon bateu de fora da área, assustando Loris Karius. No ataque rival, Cotinho começou jogada pelo meio, Mané chegou mais perto da área e tocou de volta para o brasileiro, que chutou na mão do goleiro.