Bony quebra jejum, marca dois contra ex-time e garante vitória do Stoke sobre Swansea

Marfinense não marcava desde 26 de dezembro de 2015 e, contra seu ex-clube, marcou duas vezes na vitória por 3 a 1, a terceira seguida dos Potters na Premier League

Bony quebra jejum, marca dois contra ex-time e garante vitória do Stoke sobre Swansea
Bony anotou pela primeira vez com a camisa de seu novo clube (Foto: Getty Images)
Stoke City
3 1
Swansea City
Stoke City: Grant; Bardsley, Shawcross, Martins Indi, Pieters; Adam, Whelan; Shaqiri (Sobhi, min. 26), Allen, Arnautovic (Crouch, min. 86); Bony (Walters, min. 79). Técnico: Mark Hughes
Swansea City: Fabianski; Naughton (Ángel Rangel, min. 41), van der Hoorn, Mawson, Taylor; Fer, Ki Sung-Yueng (Cork, min. 87); Barrow (Borja Bastón, min. 62), Sigurdsson, Routledge; Llorente. Técnico: Bob Bradley
Placar: 1-0, min. 4, Bony. 1-1, min. 8, Routledge. 2-1, min. 55, Mawson (contra). 3-1, min. 73, Bony
ÁRBITRO: Michael Oliver, auxiliado por MIck McDonough e Edward Smart. Amarelo: Arnautovic (STK)
INCIDENCIAS: 10ª rodada da Premier League 2016-17, no Bet365 Stadium, em Stoke-on-Trent, Inglaterra. Público: 26.602 torcedores

Depois de um começo ruim de Premier League, o Stoke City enfrentou pela terceira vez em sequência times da zona de rebaixamento e venceu a terceira seguida diante do Swansea City. O placar de 3 a 1 foi constuindo com dois de Bony, ex-Swansea, e Mawson, contra. Routledge marcou o dos galeses.

Com 12 pontos, o Stoke sobe agora para o 12º lugar e na próxima rodada visita o West Ham, no sábado (5), às 13h. Já o Swansea, penúltimo colocado com cinco pontos, recebe o Manchester United, no domingo (6), às 13h. Jogos no horário de Brasília.

Stoke acerta três vezes a trave em primeiro tempo empatado e movimentado

Tentando afastar-se da zona de rebaixamento, contra um adversário que lá está, o Stoke partiu para o ataque desde o início. Aos 3, no primeiro escanteio do jogo, Shaqiri levantou para a área, Allen bateu cruzado e Bony apareceu na pequena trave para completar para o gol e marcar contra seu ex-time. Foi o primeiro gol do marfinense desde o boxing day de 2015, quando ainda estava no Man City.

Mesmo após o gol, os Potters continuaram no ataque e quase ampliaram aos 6. Arnautovic bateu escanteio para a área, Shawcross subiu mais que a defesa e desviou de cabeça no ângulo, mas Fabianski se esticou e fez a defesa segura. Mas, na primeira chance dos visitantes, aos 7, após cobrança de lateral, Sigurdsson recebeu de Llorente e cruzou para Routledge ganhar de Bardsley e desviar de cabeça para empatar no Bet365 Stadium.

O empate deu mais confiança para o Swansea, que conseguiu diminuir a pressão rival, apesar de que aos 9, depois de disputa no alto, Bony ficou com o rebote na entrada da área e arriscou. A bola desviou em Taylor e passou perto do gol dos swans. A partida ficou mais equilibrada a partir daí e os galeses conseguiram manter mais posse de bola (54% no total).

Isso até os 21, quando o jogo voltou a crescer de ritmo. Pieters lançou do campo de defesa, Arnautovic limpou a jogada e rolou para Adam, que chutou forte de pé esquerdo, acertando a trave esquerda de Fabianski. Três minutos depois, a resposta dos galeses. Taylor cruzou para a área, Llorente ajeitou e Sigurdsson bateu colocado de pé direito, com desvio, e a bola passou perto do travessão.

Aos 33, Arnautovic avançou pela direita, lançou para a área e Naughton afastou para frente. Adam ficou com rebote e arriscou de pé direito, agora acertando o travessão do Swansea. Cinco minutos depois, mais uma vez o time de Gales contou com a sorte para manter o empate. Allen descolou grande assistência por trás da defesa e Arnautovic saiu de frente para o gol, driblou Fabianski e finalizou rasteiro, mas a bola do Stoke novamente parou na trave.

O fim de jogo foi de mais calma para o Swansea, que outra vez diminuiu o ímpeto dos mandantes e teve chance de virada. Aos 42, van der Hoorn fez lançamento para a área, Llorente fez o pivô e Routledge bateu da entrada da área, mas parou em grande intervenção de Grant. No fim, a primeira etapa de 18 finalizações terminou empatada em 1 a 1.

Bony marca novamente e garante vitória dos Potters

O Stoke voltou para o segundo tempo novamente buscando pressionar o adversário e logo aos 3 teve boa chance. Arnautovic recebeu lançamento de Bardsley na direita da área e cruzou rasteiro para Bony, que pegou muito forte e mandou por cima. Aos 10, Sobhi fez grande jogada pela esquerda, entortou a marcação de Rangel e bateu cruzado. Mawson tentou tirar a bola da direção do gol, mas de pé esquerdo mandou contra o próprio patrimônio e deu a vantagem para os mandantes.

O gol abalou o time do Swansea, que teve poucas forças para reagir. O técnico Bob Bradley colocou Borja Bastón, o segundo centro-avante do time em campo, porém mesmo assim os galeses não conseguiam assustar. Para piorar, aos 28, Arnautovic fez finta na entrada da área e tocou de calcanhar para Allen, que bateu cruzado de canhota, mas Fabianski espalmou. No rebote, a bola voltou para o galês, que cruzou fechado para Bony tocar de cabeça e ampliar a vantagem dos mandantes.

O Swansea só foi criar aos 32. Bastón recebeu de Llorente em contra-ataque, bateu de canhota e a bola desviou em Martins Indi, batendo no travessão do Stoke na sequência. Na cobrança de escanteio, Sigurdsson mandou na cabeça de Llorente, mas Grant segurou a cabeçada do espanhol. Cinco minutos depois, um lance polêmico diminuiu as chances de reação dos galeses. Routledge foi derrubado por Pieters dentro da área e inicialmente o árbitro marcou pênalti, mas o assistente Mick McDonough afirmou que a falta teria sido fora da área e a arbitragem voltou atrás na marcação.

O fim de jogo foi de pouca intensidade do Swansea, que ficou com a bola, mas não teve ímpeto para ir para cima do Stoke, que garantiu mais uma vitória, importante para alçar o time na tabela da Premier League.