Wenger enaltece Özil após 'pintura' na Champions: "Sempre toma as decisões certas"

Camisa 11 dos Gunners marcou golaço para dar vitória por 3 a 2 sobre o Ludogorets nos minutos finais da partida

Wenger enaltece Özil após 'pintura' na Champions: "Sempre toma as decisões certas"
Özil deu um chapéu no goleiro e deixou dois adversários no chão antes de marcar (Foto: Divulgação/Arsenal)

Arsenal visitou o Ludogorets, nessa terça-feira (1º), pela quarta rodada da fase de grupos da Uefa Champions League. Apesar de levar dois gols no início da partida, o time londrino buscou o resultado a poucos minutos do fim. Mesut Özil virou o jogo para os Gunners com uma verdadeira pintura, e Granit Xhaka e Olivier Giroud marcaram os dois primeiros gols do Arsenal.

Depois de quatro rodadas na competição, os ingleses dividem a primeira posição do Grupo A com o Paris Saint-Germain, porém têm a vantagem no saldo de gols. A classificação também foi assegurada pelos Gunners nesta terça. No entanto, a última rodada deve decidir qual time vencerá o grupo, quando os parisienses visitarem o Emirates Stadium, no próximo dia 23.

O técnico Arsène Wenger concedeu entrevista após a partida e enalteceu o golaço de Özil. O camisa 11 do Arsenal recebeu em profundidade e saiu cara a cara com o goleiro. O alemão amplicou um chapéu no arqueiro e ainda deixou dois defensores do Ludogorets no chão antes de mandar a bola à rede.

"Eu diria que os grandes jogadores fazem as decisões certas nas situações que eles encaram. Eles sempre fazem a solução ótima. pra mim, não parecia a melhor escolha, mas quando a bola estava na rede eu percebi que era! Queria que, talvez, ele tivesse arriscado antes, mas no final ele teve habilidade o suficiente para provar que estava certo", elogiou.

Wenger também analisou o 'jogo maluco' que aconteceu na Ludogorets Arena, na Bulgária. "Fomos pegos de surpresa e estávamos com dois gols atrás no placar. Depois disso não entramos em pânico, mantemos a compostura e voltamos ao jogo aos poucos. Foi muito bom ir para o intervalo com o jogo empatado", disse.

"Dou crédito ao espírito de equipe porque está relacionado com a confiança. Quando você obtém resultados positivos, isso mostra uma mentalidade saudável no grupo, e isso aparece nesse tipo de jogos", concluiu Arsène, sobre a força de vontade do time em reverter o jogo.