Antes do clássico contra Arsenal, Mourinho polemiza: "Não tenho o respeito que Wenger possui"

Português afirmou que ele e Wenger são os maiores técnicos na Premier League e acusa imprensa de não receber mesmo tratamento dado ao comandante do Arsenal

Antes do clássico contra Arsenal, Mourinho polemiza: "Não tenho o respeito que Wenger possui"
Mourinho e Wenger nunca foram grandes amigos (Foto: Getty Images)

O sábado na Inglaterra será marcado pelo clássico entre Manchester United e Arsenal, logo às 10h30 (de Brasília), em Old Trafford. No entanto, fora de campo, o dérbi já começou e iniciou-se com as clássicas e polêmicas declarações do português José Mourinho.

O treinador do United declarou que não tem o mesmo respeito que o francês Arsène Wenger possui. Os Red Devils estão na sexta colocação da Premier League e sofrem pressão da imprensa e dos torcedores por melhora, enquanto os Gunners ocupam a quarta colocação, com 24 pontos, e estão a apenas dois pontos do líder Liverpool.

“Sir Alex Ferguson não está mais aqui e amanhã estamos falando de seis ou sete títulos da Premier League. Eu tenho três e o Sr. Wenger tem três ou quatro, eu não sei, estamos falando sobre os dois gerentes com melhor registro na Premier League”, disse Mou, em entrevista coletiva nesta sexta-feira (18).

Complementando sua afirmação, Mourinho, como de costume, polemizou: “Isso significa que devemos ser respeitados, mesmo em períodos em que nossos resultados não são os melhores? Eu acho que Wenger tem esse respeito de todos vocês. E também acho que não tenho, especialmente, porque meu último título da Premier League foi há 18 meses e não há 18 anos, então eu não acho que eu tenha esse respeito”.

No confronto Mourinho versus Wenger, o português leva larga vantagem sobre o francês, nunca tendo perdido na Premier League. Em 14 jogos entre os técnicos, Mourinho venceu sete vezes, empatou em outras seis e perdeu apenas uma vez, em uma partida ocorrida durante uma pré-temporada.

Todavia, o treinador português que sua vantagem sobre o técnico francês não é importante nesse momento, ao afirmar: “O histórico contra ele ou qualquer outro gerente ser bom ou ruim não é importante. A única coisa que importa é o que você obtém globalmente com uma equipe”.

Finalizando, Mourinho afirmou que está feliz em Old Trafford, além de declarar que rejeitou outras propostas para assumir os Red Devils. “Estou no clube onde quero estar, é assim tão simples. Quando fui demitido no Chelsea, não tive problemas, tive muitas ofertas. Eu poderia ter ido trabalhar imediatamente. Quero ser campeão aqui”, concluiu.