Lukaku marca e United bate City em clássico histórico pela Champions Cup

Partida foi marcada como primeiro Manchester Derby a ser disputado fora do Reino Unido

Lukaku marca e United bate City em clássico histórico pela Champions Cup
Atacante belga abriu o placar com um chute forte, sem ângulo, para um gol aberto (Foto: Matthew Ashton / AMA via Getty Images)
Manchester United
2 0
Manchester City
Manchester United: DE GEA (ROMERO); VALENCIA (FOSU-MENSAH), LINDELÖF (BAILLY), SMALLING (JONES), BLIND (DARMIAN); HERRERA (FELLAINI), POGBA, MKHITARYAN (CARRICK); RASHFORD (MARTIAL), LINGARD (PEREIRA), LUKAKU.
Manchester City: EDERSON; ADARABIOYO (OTAMENDI), KOMPANY (STONES), FERNANDINHO, WALKER; TOURÉ (MANGALA), FODEN (ZINCHENKO); STERLING (SANÉ), DE BRUYNE (JESUS), ROBERTS (DIAZ); AGÜERO (NASRI).
Placar: 1-0, MIN. 36, LUKAKU. 2-0, MIN. 38, RASHFORD.
ÁRBITRO: Ismail Elfath. AMARELOS: TOURÉ 41', Blind 45' e Mangala 55'.
INCIDENCIAS: PARTIDA AMISTOSA REALIZADA NO NRG STADIUM, EM HOUSTON, ESTADO DO TEXAS NOS ESTADOS UNIDOS, VÁLIDA PELA INTERNATIONAL CHAMPIONS CUP 2017.

Nessa quinta-feira (21), Manchester United e Manchester City realizaram a segunda partida da International Champions Cup (ICC), versão dos Estados Unidos. O jogo aconteceu no NRG Stadium, em Houston, no Texas, e os Red Devils venceram por 2 a 0. O time de José Mourinho foi mais efetivo e marcaram dois gols seguidos: Marcus Rashford e Romelu Lukaku, ambos no final do primeiro tempo.

O dérbi de Manchester realizado nesta pré-temporada foi um evento histórico: pela primeira vez, City e United se enfrentaram fora da Inglaterra. O clássico tem grande memórias - como grandes goleadas e mais de um século de existência -, mas nunca havia sido disputado em solo estrangeiro. Além disso, os clubes usaram o símbolo de uma abelha em seus uniformes, em homenagem às vítimas do atentado terrorista em Manchester em maio passado. 

Agora, os Red Devils voltam a campo no próximo domingo (23), quando enfrentam o Real Madrid pela ICC, às 18h. Já os Citizens jogarão contra o mesmo adversário, mas somente na madrugada de quarta-feira (26) para quinta-feira (27).

Apesar de início equilibrado, United marca dois na primeira etapa

O jogo começou muito disputado. Mesmo sendo apenas um torneio de pré-temporada, a intensidade e a atmosfera no estádio texano eram dignas de uma final. As equipes buscaram atacar desde o apito inicial, com muita velocidade. Apesar de apreciarem a posse de bola, souberam aproveitar os contra-ataques - e foi assim que o placar foi aberto.

Logo aos três minutos, Ander Herrera arriscou de fora da área e obrigou Ederson a fazer boa defesa, cedendo o escanteio ao United. A resposta do City veio logo depois, com o drible de Sterling em um adversário e o chute, que parou nas mãos de De Gea. 

O jogo continuou muito movimentado até os 36 minutos. Após um passe longo, Lukaku conseguiu chegar primeiro do que Ederson, que saiu da área pra tentar afastar a bola. Com caminho livre, o atacante só precisou chutar para abrir o placar para o Manchester United.

Dois minutos depois, Rashford recebeu pela direita e, dentro da área, chutou cruzado. O goleiro do City não conseguiu defender e a vantagem dos Red Devils aumentou.

Manchester United segue melhor e mantém diferença no placar

Como é de costume em jogos de pré-temporada, os times realizam muitas substituições no intervalo. Precisando apenas administrar o resultado, o Manchester United poderia manter a posse de bola e ser menos ofensivo. Mas não foi o que aconteceu.

Aos cinco minutos da segunda etapa, Rashford recebeu a bola na lateral direita do campo de ataque e arriscou um chute de muito longe. A bola pegou efeito e surpreendeu Ederson, que conseguiu se recuperar e espalmar para fora. Dois minutos depois, Lukaku chutou colocado da entrada da área, mas a bola explodiu na trave.

O City não conseguiu passar da defesa do rival, o que marcou um segundo tempo bem fraco da equipe comandada por Guardiola. Aos 32, mais uma grande chance para o Manchester United: após cruzamento, Ederson salvou três chutes seguidos de Jones na pequena área. No rebote Lukaku balançou a rede, mas o bandeirinha marcou, erroneamente, impedimento.

Aos 39, o Manchester City teve a última grande chance do jogo. Fernandinho arriscou chute forte de fora da área, e o goleiro Romero mandou a bola para escanteio. Sem mais lances perigosos, acabou assim: United 2, City 0.


Share on Facebook