Supercopa da Uefa: relembre a trajetória do Manchester United até o título da Uefa Europa League

Time red devil enfrenta o Real Madrid nesta terça-feira (8), às 15h45; relembre a conquista inédita da Europa League pelos ingleses, que garantiu a vaga na Supercopa

Supercopa da Uefa: relembre a trajetória do Manchester United até o título da Uefa Europa League
Manchester United conquistou sua primeira Europa League em 2017 (Foto: Nils Petter Nilsson/Getty Images)

Hoje é o grande dia – é dia de final da Supercopa da UEFA! Às 15h45, Real Madrid e Manchester United entram em campo para a grande decisão, a ser realizada na Phillip II Arena, em Skopje, Macedônia. Um dos torneios mais importantes da Europa, a Supercopa reúne em campo anualmente os campeões da Champions League e da Europa League. Relembre abaixo a trajetória do Manchester United na conquista inédita da Europa League 2016/2017, que garantiu a vaga na Supercopa 2017 aos Red Devils.

Título inédito na Europa League garante vaga na Supercopa ao Manchester United

A caminhada foi longa antes do título inédito na Europa League. Sob o comando de José Mourinho, o Manchester United terminou a fase de grupos na segunda colocação do Grupo A, com 12 pontos, atrás apenas do Fenerbahçe (Turquia). Em seis jogos, os Red Devils venceram quatro e perderam dois – um para o Feyenoord, na primeira rodada do torneio, e outro para o Fenerbahçe. Mesmo sem o aproveitamento perfeito, a equipe de Old Trafford deu o primeiro passo rumo ao título sem maiores dificuldades. A equipe terminou a primeira fase com 66,7% de aproveitamento e um saldo de 8 gols positivos, o maior saldo do grupo.

Contra o Saint-Étienne, já na fase de mata-mata, os Reds praticamente sacramentaram sua classificação às oitavas de final o vencer pelo amplo placar de 4 a 0 no jogo de ida; na volta, outra vitória do Manchester United, desta vez por 1 a 0 – e nem mesmo a expulsão do zagueiro Bailly ameaçou a equipe inglesa, que mostrou-se muito superior aos franceses.

Eric Bailly, zagueiro dos Reds, foi expulso no jogo de volta contra o Saint-Etiénne (Foto: Jean Catuffe/Getty Images)
Eric Bailly, zagueiro dos Reds, foi expulso no jogo de volta contra o Saint-Etiénne (Foto: Jean Catuffe/Getty Images)

Nas oitavas, o adversário da vez foi o Rostov – e enganou-se quem achou que seria fácil passar por eles. Em uma classificação sofrida, com um empate por 1 a 1 no jogo de ida, os Red Devils garantiram uma vaga nas quartas após vencerem o clube russo por 1 a 0 em Old Trafford. Ibrahimovic tocou de letra para Mata marcar o único gol ao final da partida; Romero ainda fez grande defesa para afastar o perigo e garantir a classificação do clube inglês.

Já nas quartas de final, o Manchester United passou pelo Anderlecht em mais um confronto repleto de emoções. Garantindo o avanço às semifinais da Europa League na prorrogação, o clube inglês contou com o jovem Rashford para definir a classificação: o atacante de 19 anos marcou logo no início da segunda etapa da prorrogação e garantiu a vantagem aos Reds. 

Rashford comemora o gol que deu a classificação aos Reds (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)
Rashford comemora o gol que deu a classificação aos Reds (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)

Na semifinal, mais um grande - e sofrido - passo em direção ao título inédito da Europa League: desta vez, o Manchester United deixou o Celta para trás em um jogo de volta repleto de emoções. Após vencer na ida por 1 a 0, os Red Devils abriram o placar na volta com Fellaini, mas a equipe cedeu o empate aos espanhois, que empataram com Roncaglia. Aos 51 minutos da segunda etapa, o Celta desperdiçou sua chance de ouro; Beuavue recebeu na área de cara para Romero, mas preferiu cruzar em vez de arriscar o chute. Não deu certo. Fim de papo em Old Trafford, com os Red Devils avançando à grande e sonhada final da Europa League.

O último adversário antes do título inédito era o Ajax, da Holanda. Em final de jogo único, disputada em Estocolmo, os Reds venceram os holandeses por 2 a 0 e garantiram o último troféu que faltava em sua coleção.

Com gols de Pogba (que era, até então, a maior transação da história do futebol, tendo custado 105 milhões de euros) e Mkhitaryan, dois dos maiores investimentos do clube, a equipe de Old Trafford venceu os Godenzonen e assegurou a vaga na Supercopa da UEFA 2017, além de garantir uma vaga direta na fase de grupos da Champions League.

Ao entrar em campo, Rooney foi muito ovacionado pela torcida do Man Utd (Foto: Matthew Ashton/AMA/Getty Images)
Ao entrar em campo, Rooney foi muito ovacionado pela torcida do Manchester United (Foto: Matthew Ashton/AMA/Getty Images)

Em meio a rumores de saída do clube, Rooney ainda foi homenageado uma última vez durante a final - o jogador, que é o maior artilheiro da história do Manchester United e atuou em 577 jogos com a camisa do clube, entrou aos 44 do segundo tempo e foi muito ovacionado pela torcida. Após receber a braçadeira de capitão da equipe, que estava com Valencia, coube a ele erguer o troféu de campeão da Europa League.

José Mourinho termina sua primeira temporada no comando do United com três títulos

Contratado para arrumar a casa depois do “fracasso” de Louis Van Gaal – o holandês venceu a Copa da Inglaterra, mas não conseguiu classificar a equipe de Old Trafford à Champions League - no comando do United, José Mourinho teve uma primeira temporada de ouro à frente dos Red Devils. Em pouco mais de um ano, o comandante levou o clube à conquista de três títulos: Supercopa da Inglaterra e Copa da Liga Inglesa, além da conquista inédita da Europa League.

Após a grande conquista da Europa League, Mourinho garantiu seu quarto título europeu e atingiu outro patamar entre os grandes técnicos do mundo - ele é o primeiro técnico a conquistar a Europa League e a Champions League mais de uma vez. Em entrevista, o treinador não deixou de demonstrar sua felicidade, mas não escondeu o alívio em ter terminado a temporada "mais difícil de sua carreira".

"Três títulos em uma temporada e a vaga na Liga dos Campeões. Estou feliz na minha temporada mais difícil como treinador. Chegou ao fim uma temporada muito difícil, mas muito boa também. Prefiro terminar dessa maneira, com a vaga na Champions por conta de um título - e um título importante - do que com um quarto lugar no Campeonato Inglês. Somos agora o clube que venceu tudo no futebol. Lutamos duro por isso desde o início", afirmou.

Mourinho beija o troféu após a conquista da Europa League (Foto: Estuo Hara/Getty Images)
Mourinho beija o troféu após a conquista da Europa League pelo Manchester United (Foto: Estuo Hara/Getty Images)

Depois de vencer a Sampdoria por 2 a 1em um amistoso recente, o treinador dos Reds também demonstrou confiança às vésperas do início de mais uma temporada no futebol inglês. Mourinho fez questão de ressaltar a evolução do Manchester United durante a pré-temporada e garantiu que todos no elenco estão prontos para mais um ano de muito futebol.

“A pré-temporada foi boa, nunca me canso de dizer quão organizada ela foi. Todos jogaram, testamos muitas coisas diferentes e não ligamos para os resultados – ligamos para nossa evolução. Além disso, tivemos algumas pequenas lesões, mas nada muito significativo, então todos estão preparados. Chegou a hora de coisas sérias, como a Supercopa e nossa estreia na Premier League, declarou o treinador.

O Manchester United encara o Real Madrid amanhã, valendo o grande título da Supercopa da UEFA. A partida, a ser disputada na Phillip II Arena (Escópia, Macedônia), está marcada para as 15h45.


Share on Facebook