Mourinho critica arbitragem e elogia espírito do United mesmo com derrota na Supercopa da Uefa

Técnico português mostrou-se desapontado com decisões da arbitragem, elogiou a garra de sua equipe e mudou o foco para a estreia dos Red Devils na Premier League

Mourinho critica arbitragem e elogia espírito do United mesmo com derrota na Supercopa da Uefa
Foi a primeira vez que Mourinho participou da Supercopa (Foto: Dan Mullan/Getty Images)

Não foi dessa vez que José Mourinho conquistou o título da Supercopa da Uefa. Em sua primeira oportunidade de levantar a taça disputada entre o campeão da Uefa Champions League e da Uefa Europa League, o português viu seu time, o Manchester United, ser derrotado pelo Real Madrid por 2 a 1 nesta terça-feira (8) em Skopje, na Macedônia. Porém, mesmo com o revés, ele não poupou elogios ao desempenho dos seus comandados.

Mourinho afirmou que a equipe fez um bom trabalho e não poupou críticas ao trabalho da arbitragem. Primeiro lembrou que caso o árbitro de vídeo estivesse sendo utilizado, o jogo iria para a prorrogação (referindo-se ao primeiro gol do Real Madrid, marcado por Casemiro, que estava impedido no lance). Depois, declarou que o United não teve mais chances em campo após a entrada de Cristiano Ronaldo no time adversário, aos 38 minutos do segundo tempo – segundo o português, seu compatriota forçou a marcação de várias faltas no fim e acabou com as chances da equipe inglesa.

Acho que fomos bem. Perdemos por 2 a 1, o que mostra que o resultado foi apertado, e um dos gols foi em impedimento, então com um bom VAR (árbitro assistente de vídeo) teríamos 1 a 1 e prorrogação. Acho que eles (Real Madrid) poderiam ter marcado mais gols, e nós também. Eles tiveram um período de dominância na metade do primeiro tempo, nós tivemos na metade do segundo e um certo balanço no começo do jogo", afirmou.

"Jogamos contra uma equipe com fantásticos jogadores e disputamos quase até o fim, não até o fim, mas quase até o fim. Quase porque quando Cristiano Ronaldo entrou, o árbitro decidiu mostrar seu respeito a este grande jogador e aí o jogo acabou, porque toda vez que Cristiano queria uma falta a partida parava. Mas nós lutamos e meus rapazes só tem razões para sair daqui, ok, desapontados porque perder é desapontador, mas otimistas e orgulhosos. Vamos agora para o domingo”, completou Mourinho.

O técnico do Manchester United fez vários elogios aos seus comandados (Foto: Dan Mullan/Getty Images)
O técnico do Manchester United fez vários elogios aos seus comandados (Foto: Dan Mullan/Getty Images)

Utilizando como exemplo o meia belga Marouane Fellaini, que jogou machucado no fim do jogo, ele também destacou a raça da equipe em campo e lembrou que os Red Devils tiveram chances de igualar o marcador no segundo. Mourinho acrescentou o fato de que o United está melhor agora do que quando conquistou a Europa League em maio, e que a temporada 2017/18 está apenas no começo.

O grupo é fantástico e Marouane (Fellaini) é apenas um exemplo disso, do espírito que tivemos. Estávamos perdendo por 2 a 0 contra um time fantástico, e então fizemos 2 a 1. Ali Marouane estava machucado, mas seguiu. Então perdemos a chance com o Rashford apenas precisando vencer o goleiro. Nós realmente lutamos até Cristiano entrar no campo e posso dizer que estou muito feliz porque mesmo perdendo um jogo e uma copa, não perdemos a temporada", declarou.

"A temporada está aí, começou hoje, mas a nossa Premier League começa no domingo e estamos melhores do que na temporada passada quando ganhamos a Europa League”, acrescentou.

O comandante do time inglês também afirmou que não tem dúvidas de que Gareth Bale, especulado como alvo do United nesta janela de transferências, permanecerá no Real Madrid (o galês foi titular no jogo desta terça). Por fim, ele voltou a elogiar seus comandados e virou totalmente o foco da equipe para a estreia na Premier League no próximo domingo (13).

Acho que sim (Bale fica), claramente o Real Madrid o quer, o técnico o quer e ele quer o clube, então para mim é fim de jogo, mesmo antes de começar. Acho que agora todos sabem que ele vai ficar”, ressaltou Mourinho.

Sim, nós merecemos um descanso amanhã e voltaremos na quinta com tudo. Estou muito feliz de ser o técnico desses rapazes. Eu os disse há alguns dias que durante minha longa carreira eu nunca tive um grupo que gostei tanto como eu gosto deles. Estou muito feliz por estar com eles e vou lutar com eles de qualquer jeito, então vamos nessa no domingo. Old Trafford está nos esperando e creio que Old Trafford tem um motivo para estar conosco”, complementou.

O Manchester United estreia na Premier League neste domingo (13) contra o West Ham, em casa, no Old Trafford, ao meio-dia (hora de Brasília).

Inglaterra