Em nota oficial, Liverpool descarta venda de Philippe Coutinho

Clube endureceu discurso de que propostas pelo meia brasileiro não serão consideradas; mesmo após divulgação da nota, meia teria manifestado seu desejo de deixar os Reds

Em nota oficial, Liverpool descarta venda de Philippe Coutinho
Coutinho vem sendo especulado durante toda a pré-temporada no Barcelona (Foto: Boris Streubel/Getty Images)

Na tarde desta sexta-feira (11), certamente há alguém frustrado no FC Barcelona. Por meio de nota oficial, o Liverpool FC anunciou que não venderá o jogador Philippe Coutinho, independente dos valores da oferta – pondo fim, então, a uma possível negociação com os catalães. Como já havia declarado o treinador Jurgen Klopp, o desejo dos Reds é de permanecer com o jogador brasileiro.

Desde a saída de Neymar Jr para o Paris Saint-Germain, o Barcelona fez duas propostas por Coutinho - antes do comunicado oficial do Liverpool, o clube ainda pretendia fazer uma terceira oferta pelo meia, desta vez no valor de 120 milhões de euros (cerca de R$448 milhões).

“Desejamos esclarecer nossa posição quanto a uma possível transferência de Philippe Coutinho. A decisão final do clube é de que nenhuma proposta por Philippe será considerada e que ele seguirá fazendo parte do Liverpool Football Club ao final da janela de transferência”, diz o breve comunicado do clube inglês.

No entanto, mesmo após a divulgação da nota, a informação é de que o jogador teria pedido para deixar a equipe do Anfield Road Stadium. Segundo a TV inglesa Sky Sports, Coutinho teria enviado um e-mail a Michael Edwards, diretor de esportes do Liverpool, reafirmando seu desejo de transferir-se a outro clube.

Desde 2013 nos Reds, Coutinho tem vínculo com o Liverpool até 2022. Vale ressaltar que seu contrato não inclui cláusula de multa recisória, prática comum na Inglaterra - as negociações de jogadores dependem do posicionamento oficial das equipes.

Com desejo de deixar o Liverpool, mas enfrentando represália por parte do clube, Philippe Coutinho segue com o futuro indefinido. A janela de transferências na Europa fecha em aproximadamente três semanas, no dia 31 de agosto.


Share on Facebook