Wenger revela que Giroud preferiu ficar no Arsenal mesmo com 'aval' para deixar clube

Treinador ainda fez breve análise da vitória dos Gunners sobre o Leicester

Wenger revela que Giroud preferiu ficar no Arsenal mesmo com 'aval' para deixar clube
Arsène Wenger, treinador do Arsenal,  (Foto: David Price/Arsenal FC)

Depois do Arsenal começar a campanha na Premier League com o pé direito, com uma vitória por 4 a 3 sobre o Leicester, Arsène Wenger surpreendeu a todos com uma declaração sobre Olivier Giroud. O treinador dos Gunners afirmou que tinha liberado o atacante para deixar o Arsenal, mas o francês, que marcou o gol da vitória na tarde desta sexta-feira (11), quis permanecer na equipe do Emirates Stadium mesmo assim.

“Eu o amo como homem e como jogador, é um cara fantástico e comprometido. Ele não quer deixar o clube, e estou feliz que ele queira ficar. Em um certo ponto, como eu sabia que tinha vários atacantes, eu abri a porta para ele ir embora mas, no final, ele decidiu ficar”, afirmou.

Permanência de Giroud no Arsenal foi um dos tópicos da entrevista de Arsène Wenger (Foto: Shaun Botterill/Getty Images)
Permanência de Giroud no Arsenal foi um dos tópicos da entrevista de Arsène Wenger (Foto: Shaun Botterill/Getty Images)

Em entrevista pós-jogo, o treinador ainda analisou o desempenho do Arsenal no confronto contra o Leicester, focando principalmente no setor defensivo. Para Wenger, faltou experiência à defesa dos Gunners – com algumas baixas na equipe, Rob Holding assumiu o posto de zagueiro central.

“Houve alguns erros e acho que faltou um pouco de experiência. Holding vai ser um ótimo zagueiro central, mas depois de um ou dois erros hoje, ele perdeu um pouco de confiança e você conseguia ver isso. A insegurança se espalha rápido em um time, e tínhamos muitos zagueiros experientes de fora da partida hoje – Koscielny, Mustafi, Mertesacker. No geral, nosso panorama defensivo era melhor ao final da temporada 2016/2017”, completou Wenger.

Apesar de alguns erros pontuais, Wenger demonstrou estar extremamente satisfeito com seus comandados após o triunfo sobre os Foxes.

“Nós insistimos, o espírito da equipe foi fantástico. No geral, fomos punidos a cada erro pelo Leicester, muito eficiente nas investidas ofensivas. Sim, sofremos três gols, mas fizemos quatro. O jogo foi de extrema qualidade”, finalizou.

O próximo compromisso do Arsenal é no sábado, 19 de agosto. Comandados por Arsène Wenger, os Gunners enfrentam o Stoke City em partida válida pela 2ª rodada da Premier League.  


Share on Facebook