Gabriel Jesus e Sané brilham, Mané é expulso e Manchester City goleia Liverpool

Jovens marcaram duas vezes no passeio dos Citizens sobre os Reds; goleiro brasileiro Ederson deixou o campo de maca após choque com meia senegalês

Gabriel Jesus e Sané brilham, Mané é expulso e Manchester City goleia Liverpool
Gabriel Jesus anotou um gol em cada tempo (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)
Manchester City
5 0
Liverpool
Manchester City: Ederson (Claudio Bravo, min. 45+1); Danilo, Stones, Otamendi (Mangala, min. 71); Walker, David Silva, Fernandinho, De Bruyne, Mendy; Agüero, Gabriel Jesus (Sané, min. 57). Técnico: Pep Guardiola.
Liverpool: Mignolet; Alexander-Arnold, Matip, Klavan, Alberto Moreno; Emre Can, Henderson, Wijnaldum (Milner, min. 58); Salah (Oxlade-Chamberlain, min. 46), Roberto Firmino (Solanke, min. 67), Mané. Técnico: Jürgen Klopp.
Placar: 1-0, min. 24, Agüero. 2-0, min. 45+6, Gabriel Jesus. 3-0, min. 53, Gabriel Jesus. 4-0, min. 77, Sané. 5-0, min. 90+1, Sané.
ÁRBITRO: Jonathan Moss (ING). Cartões amarelos: Otamendi (min. 6), Alexander-Arnold (min. 19), Fernandinho (min. 28), Emre Can (min. 80). Cartão vermelho: Mané (min. 37).
INCIDENCIAS: Partida válida pela quatro rodada da Premier League, realizada no Etihad Stadium, em Manchester, Inglaterra.

Na abertura da quarta rodada da Premier League, neste sábado (9), o Manchester City não tomou conhecimento do Liverpool e aplicou uma goleada por 5 a 0. Os Citizens aproveitaram a expulsão do meia Sadio Mané após choque com o goleiro brasileiro Ederson, que deixou o campo carregado na maca, para construir o placar elástico.

Os jovens Gabriel Jesus e Leroy Sané marcaram duas vezes. Sergio Agüero também deixou sua marca, tornando-se o maior artilheiro não europeu da era moderna da Premier League, com 124 gols. O argentino superou os 123 tentos do trinitina Dwight Yorke. O meia Kevin De Bryune também se destacou no jogo, distribuindo duas assistências.

Agora, ambos os times dão uma pausa no campeonato nacional e se preparam para a estreia na fase de grupos da Uefa Champions League. Às 15h45 de quarta-feira (13), o Manchester City visitará o Feyenoord, em Roterdã, enquanto o receberá o Sevilla, no Anfield Road.

Pela Premier League, o time de Pep Guardiola voltará a campo no próximo sábado (16), às 11h, para enfrentar o Watford, no Vicarage Road. Já os comandados de Jürgen Klopp têm compromisso diante do Burnley, em casa, no mesmo dia e no mesmo horário. Os dois jogos serão válidos pela quinta rodada da liga inglesa.

Recorde de Agüero, Mané expulso, Ederson substituído e gol de Jesus

Gabriel Jesus fez 2 a 0 para o City (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)
Gabriel Jesus fez 2 a 0 para o City (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images)

Como de praxe, o início de jogo no Etihad foi de muita intensidade. O Liverpool não se acanhou por estar atuando fora de casa e criou volume de jogo para cima do City. Mas o time de Manchester equilibrou as ações e não demorou muito para aparecer com boas chances de gol. David Silva tocou para Fernandinho, o brasileiro arriscou de fora da área, e o goleiro Mignolet se esticou todo para espalmar.

Aos 24 minutos, o City abriu o placar. De Bruyne deu uma linda enfiada de bola a Agüero, que driblou o arqueiro do Liverpool e estufou as redes. Com esse gol, o argentino se tornou o maior artilheiro não europeu da história moderna da Premier League, com 124 gols. Além disso, o camisa 10 se consagrou como carrasco do Liverpool no Etihad Stadium: em seis jogos contra os Reds, seis gols.

O Liverpool não sentiu o golpe e continuou chegando com perigo à área dos donos da casa. Após bom passe de Mané, Salah teve a grande oportunidade para empatar o duelo, mas sua finalização não passou de Ederson. Quem criava as melhores chances da partida, contudo, era o City. Aproveitando a fragilidade defensiva do Liverpool, Gabriel Jesus e Stones exigiram duas boas defesas de Mignolet.

Ederson recebe atendimento no gramado (Foto: Stu Forster/Getty Images)
Ederson recebe atendimento médico (Foto: Stu Forster/Getty Images)

Antes de terminar o primeiro tempo, o Liverpool sofreu uma perda enorme. Mané foi acionado em bola longa, levantou o pé direito à cabeça de Ederson e recebeu o cartão vermelho. Na Premier League, uma expulsão direita resulta em três jogos de suspensão ao jogador. O lance foi tão forte que o goleiro brasileiro não conseguiu seguir no jogo, sendo substituído pelo chileno Claudio Bravo.

Nos acréscimos, Gabriel Jesus precisou fazer dois gols para valer um. Entenda: aos 48 minutos, Walker cruzou para a área, e o brasileiro marcou, de cabeça. A posição do atacante, no entanto, era irregular, e o gol foi anulado. Mas, dois minutos depois, veio o outro tento. De Bruyne driblou Alexander-Arnold, cruzou, e Jesus, entre os dois zagueiros, testou firme, sem chances a Mignolet.

City aproveita superioridade numérica e transforma vitória em goleada

Terceiro do City: passe de Agüero e gol de Gabriel Jesus (Foto: Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images)
Terceiro do City: passe de Agüero e gol de Gabriel Jesus (Foto: Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images)

O técnico Jürgen Klopp realizou uma alteração em seu Liverpool no retorno do intervalo: trocou Salah por Oxlade-Chamberlain, última contratação do Liverpool na janela de transferências passada. Porém, o Manchester City, com um a mais em campo, mostrou não daria trégua aos visitantes.

Logo no reinício de jogo, Agüero completou cruzamento rasteiro de Mendy para o gol, mas o argentino estava impedido. A torcida citizen, entretanto, nem teve tempo de lamentar o tento anulado. Aos 53 minutos, Henderson saiu jogando errado, Stones tocou para Fernadinho, que achou Agüero. O camisa 10 ficou cara a cara com Mignolet, mas “deu” o gol para Gabriel Jesus, que estava ao seu lado, livre: 3 a 0.

Com o placar confortável, Pep Guardiola resolveu poupar o brasileiro para o duelo da Champions League, contra o Feyenoord, quarta-feira (13), em Roterdã. O alemão veloz Sané entrou na vaga do ex-palmeirense.

Dominando o jogo, os Citizens criavam muito volume de jogo pela alas, ainda que dois gols da equipe – o de Agüero e o segundo de Gabriel Jesus – tenham saído pelo corredor central. Mendy levam muito perigo à defesa do Liverpool com seus cruzamentos rasteiros para a área. E em um deles, saiu o quarto do City. O autor, desta vez, foi Sané, tocando no canto direito do arqueiro rival.

Aos 86 minutos, em mais uma jogada característica pelo lado esquerdo do ataque, o City por pouco não fez 5 a 0. Sané cruzou rasteiro, Agüero se jogou à bola, mas Mignolet impediu o gol. A cereja do bolo saiu aos 91 minutos: Sané acertou um indefensável, no ângulo direito do goleiro, e fechou a partida.

Sané festeja seu último gol, um pintura para sacramentar a goleada do City (Foto: Stu Forster/Getty Images)
Sané festeja seu segundo gol, um pintura para sacramentar a goleada do City (Foto: Stu Forster/Getty Images)