Welbeck faz dois e Arsenal bate Bournemouth sem dificuldade

Gunners chegam a segunda vitória na competição, enquanto que Cherries continuam sem pontuar

Welbeck faz dois e Arsenal bate Bournemouth sem dificuldade
Criticado por parte da torcida, inglês tem boa atuação para ser fundamental no triunfo dos anfitriões (Foto: Julian Finney / Getty Images)
Arsenal
3 0
Bournemouth
Arsenal: Cech; Mustafi, Koscielny, Monreal; Bellerin, Ramsey (Coquelin 67'), Xhaka, Kolasinac; Ozil, Welbeck (Sánchez 75'); Lacazette (Giroud 75').
Bournemouth: Begovic; Cook, Ake, Mings (Francis 45'); Smith, Gosling, Arter, Daniels; King, Defoe (Mousset 71'), Fraser (Ibe 38').
Placar: 1-0, min. 5, Welbeck. 2-0, min. 27, Lacazette. 3-0, min. 50, Welbeck.
ÁRBITRO: Anthony Taylor. Amarelo: Francis 76'.
INCIDENCIAS: partida válida pela quarta rodada da premier league 2017/18, realizado no emirates stadium, em londres, inglaterra.

Depois de perder por 4 a 0 para o Liverpool na última rodada com uma performance apática, o Arsenal voltou a campo neste sábado (9) pela quarta rodada da Premier League 2017/18 frente ao Bournemouth, no Emirates Stadium, e mostrou uma atuação completamente diferente da apresentada em Anfield há duas semanas. Welbeck duas vezes e Lacazette fizeram para dar a vitória confortável por 3 a 0 aos Gunners

Com a vitória, a equipe do norte de Londres sobe para a nona posição na tabela de classificação com seis pontos ganhos agora, somando duas vitórias e duas derrotas nos quatro primeiros jogos. O revés dos Cherries, por outro lado, totaliza o quarto nos quatro primeiros jogos desta edição do campeonato inglês e a agremiação pode acabar indo para a lanterna caso o West Ham vença seu embate na ronda. 

O Arsenal terá compromisso pela Uefa Europa League no meio de semana, mas no próximo domingo (17), visita o Chelsea pela quinta rodada da Premier League. O Bournemouth, por outro lado, abre a rodada na sexta-feira (15), em casa, contra o Brighton. 

Arsenal domina primeira parte e abre dois gols de diferença

Embora a partida tenha começado com alguém equilíbrio, o Arsenal conseguiu abrir o placar logo com cinco minutos de jogo, quando Kolasinac recebeu passe de Ramsey na esquerda e, na linha de fundo, cruzou para Welbeck, de cabeça, mandar para o fundo das redes. Depois do gol, nota-se que o ala esquerdo dos Gunners está se sentindo mais em casa nessa posição do que estava anteriormente jogando de zagueiro. Aos 11 minutos, ele chegou para fazer outro cruzamento, mas bola é desviada para trás e Xhaka arrisca de primeira, mas o goleiro faz a defesa. 

Aos 14 minutos, os donos da casa trocaram belos passes na entrada da área com velocidade, ocasionando em uma falta na meia-lua. Na cobrança, Özil mandou com maestria por cima da barreira, mas o arqueiro adversário consegui fazer a defesa complicada para evitar o segundo gol do Arsenal no jogo. Aos 17, Xhaka acertou belo lançamento para Lacazette e o francês, depois de segurar a bola, tocou para trás, vendo o suíço chegar. Granit arriscou o arremate, mas mandou por cima do gol. 

Quando o relógio se aproximava dos 30 minutos, Lacazette recebeu bola de Welbeck em lançamento rápido de Özil e chutou, colocado e com força para vencer o goleiro e ampliar a vantagem dos anfitriões. Aos 36, Begovic se atrapalhou e, quando foi dar chutão na bola, Welbeck apareceu para desviar. Lacazette aproveitou bola armotecida e chutou, mas o goleiro conseguiu consertar o erro e fazer a defesa em dois tempos. Para agarrar a bola, porém, ele acabou estourando o esférico. 

O bom futebol apresentado pelo Arsenal continuou. Aos 40, boa troca de passes rendeu um cruzamento para o outro lado da área por Bellerín, que achou Kolasinac. O ala chutou e viu a zaga desviar para escanteio. 

Terceiro gol aparece e Arsenal controla resultado

O Bournemouth voltou com uma postura mais ofensiva para a etapa final. Defoe, logo no segundo minuto, acertou a trave em uma bola lançada na área, mas no rebote ninguém chegou para aproveitar e já diminuir, mas o Arsenal, minutos depois, chegou no terceiro gol com Welbeck, que recebeu boa bola de Ramsey depois do Arsenal roubar a redonda no campo de ataque, e o inglês mandou cruzado para o gol de Begovic. 

No décimo minuto, Özil recebeu bola dentro da área pela direita e arrematou com força para o gol, mas acabou mandando à esquerda de Begovic. Dois minutos depois, Ramsey infiltra na zaga, o alemão vê e toca para o galês, mas o chute não é como desejado, ficando fácil para a defesa. Welbeck quase fez o seu hat-trick em bela jogada individual, mas o esférico passou raspando a trave no chute que encobriria o goleiro. 

A partida acabou ganhando um ar mais 'devagar', com os dois times passando a aceitar aos poucos o resultado como final. Contudo, os donos da casa continuaram em cima na medida do possível. Coquelin, por exemplo, quase faz o quarto. Passados 35 minutos, Coquelin acabou saindo de campo machucado, deixando o Arsenal com dez homens em campo por não ter mais substituições.