Buscando reescrever história com Wembley, Tottenham estreia na UCL contra Dortmund

Ingleses não passaram da fase de grupos em 2016 e contam com lendário estádio para afastar má fase; time alemão vem embalado com liderança da Bundesliga

Buscando reescrever história com Wembley, Tottenham estreia na UCL contra Dortmund
Aubameyang e Trippier no duelo do ano passado (Foto: Ben Stansall/AFP)
Tottenham
Borussia Dortmund
Tottenham: Lloris; trippier, vertonghen, alderweireld, davies; dembele, dier, winks, eriksen, son; harry kane. técnico: mauricio pochettino.
Borussia Dortmund: Bürki; Piszczek, Sokratis, Toprak, Toljan; Sahin, Castro, Götze; Yarmolenko, Pulisic, Aubameyang. Técnico: Peter Bosz.
ÁRBITRO: gianluca rocchi (ITA).
INCIDENCIAS: partida válida pela primeira rodada do grupo h da uefa champions league, a ser realizado em wembley, londres, inglaterra.

A caminhada na Uefa Champions League segue nesta quarta-feira (13). Jogando no Wembley, em Londres, o Tottenham recebe o alemão Borussia Dortmund, pelo Grupo H, às 15h45. O time inglês tenta mostrar que é forte jogando no lendário estádio contra uma equipe com novo treinador e líder da Bundesliga

O Tottenham quer afastar o estigma de mau participante em competições europeias. Na temporada passada, os spurs não passaram dos grupos na Champions e na Uefa Europa League ficaram no caminho para o Gent, da Bélgica, ainda na fase de 16 avos. Já os aurinegros chegaram até as quartas-de-final em 2017, mas pararam no Monaco, liderado por Kylian Mbappé. Em 2016, as equipes duelaram entre si na UEL, com vantagem para os alemães, que venceram as duas partidas.

Para a partida desta quarta, Mauricio Pocchetino ainda conta com os desfalques de Danny Rose e Victor Wanyama, lesionados. Dele Alli, um dos principais nomes do elenco, também não entrará em campo. Peter Bosz não terá seis nomes: Marcel Schmelzer, Julian Weigl, Erik Durm, Marc Bartra, Raphaël Guerreiro e Rode. O holandês ainda pode ter Schurrle fora.

Kane quer Tottenham superior na Europa

Ainda oscilando no início da temporada, o Tottenham é o principal adversário do Dortmund em busca de uma vaga nas oitavas da Champions League, considerando o Real Madrid, cabeça de chave e atual campeão da competição, um dos favoritos ao título novamente.

Jogadores do Tottenham em treinamento (Foto: Divulgação/Tottenham)
Jogadores do Tottenham em treinamento (Foto: Divulgação/Tottenham)

Nesta terça-feira (12), a equipes fez o último treinamento na Hotspur Way visando o duelo contra os alemães. Tirando Dele Alli, que cuprirá suspensão, Pocchetino não terá problemas para escalar os spurs. Capitão do time, o atacante Harry Kane mostra que quer superar a temporada anterior e animou-se com o que espera do Wembley na partida.

"A última temporada não foi tão boa quanto queríamos. Desde então, esperamos esse momento para tentar melhorar. Será uma atmosfera maravilhosa e não podemos esperar a hora de chegar lá. Se queremos ser vistos como uma das melhores equipes da Europa, temos que vencer no grande palco e a Liga dos Campeões definitivamente é esse palco.", disse Kane.

Apesar de não ter vencido ainda em casa, o Tottenham é o quinto colocado na Premier League com sete pontos, três dos líderes Manchester United e City.

Toprak na vaga de Bartra é a principal novidade

Mesmo com empate contra o Freiburg no final de semana, o Borussia Dortmund segue liderando a Bundesliga com sete pontos, mesmo número de Hannover e Hoffenheim. No entanto, o time de Peter Bosz virou a chave e só pensa no Tottenham pelo torneio continental. No duelo pelo alemão, o time sofreu baixa com as contusões e Schmelzer e Marc Bartra. Toprak pode ser a solução para o lugar do espanhol.

Além de Toprka, o jovem lateral Jeremy Tojlan pode fazer sua estreia pelo time alemão na Champions.

O técnico holandês fez ressalvas para o duelo diante do Tottenham mas ainda assim se mostrou confiante para a partida em Wembley. "Certamente pode acontecer de ganhar de dois, três ou quatro gols. Mas será exceções. Porque eu acredito que os jogadores agora entendem muito melhor o que quero dizer. Existe confiança nessa maneira de jogar e sabe-se que isso funciona.", disse.

"Nós queremos partir para cima, será um jogo interessante. Esse jogo exige que temos de ser bravos, que joguemos futebol, que tentemos obter a vitória em Wembley", enfatizou Bosz.