Conte valoriza desempenho do Chelsea após goleada: "Foi um início perfeito"

Treinador italiano elogia postura da equipe e se diz feliz pelas atuações de Bakayoko, Zappacosta e Azpillicueta

Conte valoriza desempenho do Chelsea após goleada: "Foi um início perfeito"
(Foto: Adrian Dennis/AFP)

Após a grande vitória do Chelsea sobre o Qarabag pela primeira rodada do Grupo C da Uefa Champions League. Jogando à frente de seus fãs, no Stamford Bridge, os Blues não tiveram piedade e golearam a equipe do Azerbaijão por 6 a 0. Na sala de imprensa, o treinador Antonio Conte mostrou a sua visão sobre a partida:

“Foi um grande início, um perfeito começo para nós. Jogar o primeiro jogo de uma Champions League, vencendo por um bom resultado, marcando muitos gols e terminando a partida com uma clean sheet. Eu consigo enxergar muitas coisas positivas no jogo dessa noite. Agora temos que continuar, descansar amanhã e depois começar a pensar na próxima partida, um difícil confronto contra o Arsenal”, disse.

Um dos destaques da partida ficou pelo recém-contratado lateral Davide Zappacosta, que marcou um belo gol: “Ele fez uma grande partida e agora ele tem continuar trabalhando para melhorar mais ainda. Ele sabia muito bem o meu estilo e minha ideia de futebol. Por essa razão, eu decidi começar com ele no time titular. Ele estava preparado para jogar e teve uma grande atuação”, revelou.

“Foi a primeira atuação dele em Stamford Bridge. Não é fácil mudar completamente a sua vida esportiva em apenas uma semana, mas a resposta foi sensacional. Ele disse que quis cruzar, mas fez o gol e isso foi importante pra nós. Eu estou muito feliz com a atuação. Temos que continuar no mesmo caminho com ele e com os outros jogadores. Eu tive uma resposta muito boa deles essa noite”, completou o treinador.

Outro ponto importante foi mais um gol marcado por uma contratação recente. O francês Tiemoue Bakayoko chegou para substituir Matic, e já vem mostando serviço: “Marcar é sempre importante, ainda mais quando você joga em casa, na frente da sua torcida, na primeira partida da Champions League. Para um jovem jogador como ele, isso foi muito importante. Bakayoko está melhorando demais a sua condição física. Ele é um jogador forte, físico, e ele tem que continuar treinando para se sair melhor na nossa ideia de futebol. Ele precisa de mais tempo que o Zappacosta”, afirmou.

A equipe titular sofreu cinco mexidas em relação ao time que enfrentou o Leicester, pela Premier League. Sobre isso, o treinado italiano disse: “Eu quis dar uma chance ao Batshuayi, e também para o Christensen. Jogar uma partida de Champions League significa que o treinador confia em você. Essa foi a minha mensagem essa noite. Eu confio em todos os meus jogadores, não apenas com palavras, mas com fatos”.

“Para esse primeiro jogo na Champions eu resolvi começar com a rotação.Também porque é importante começarmos a melhorar os nossos jogadores. Se a gente acha que pode jogar com 13 jogadores, assim como na temporada passada, estamos malucos. Contudo, temos que desenvolver nossos atletas e tentar criar uma boa competição entre eles. Uma positiva competição é muito importante.”, completou.

“Nosso estilo de futebol é sempre assim, de pressionar do começo ao fim. Não somos muito bons em administrar jogos e por isso eu prefiro continuar pressionando o adversário. Contra o Leicester foi a mesma coisa. Depois de fazer 2 a 1, eu resolvi fazer substituições ofensivas com Hazard e Willian, com o objetivo de marcar o terceiro gol, ao invés de esperar e se arriscar” , afirmou.

O espanhol César Azpillicueta também teve uma boa atuação e foi elogiado pelo comandante: “Azpillicueta foi um dos nossos jogadores mais importantes na última temporada. Nessa posição, como um defensor central, ele é um dos melhores do mundo. Ele é muito bom com e sem a bola. É um cara fantástico, sempre positivo, durante as sessões de treino ele funciona maravilhosamente bem. Para um treinador, isso é o sonho”.

O belga Eden Hazard entrou na metade do segundo tempo nessa partida. O jogador, que retornou após uma lesão, é um dos principais jogadores do elenco. “É muito cedo para falar disso. Temos que possuir um pouco de paciência com ele, para que ele possa se recuperar muito bem, para estar totalmente em forma. Eu acho que esse é o processo certo”, disse o treinador.

“Não se esqueça que na equipe há dois jogadores, Pedro e Willian, que estão jogando muito bem. Temos que agradecer por tê-lo (Hazard) na equipe. Mas temos que ir com calma e fazer o que for melhor para o jogador e para o time, se não nos arriscaremos a arcar com mais um grave lesão, atrasando mais ainda essa situação”, ressaltou.