Manchester United goleia Everton e divide liderança da Premier League com rival City

No reencontro de Wayne Rooney com o Old Trafford, Red Devils são superiores e derrotam Toffees, mantendo invencibilidade na competição

Manchester United goleia Everton e divide liderança da Premier League com rival City
Foto: Divulgação/Manchester United
Manchester United
4 0
Everton
Manchester United: De Gea; Valencia, Bailly, Jones e Young; Fellaini, Matic, Mata (Herrera, min. 75), Mkhitaryan (Martial, min. 87) e Rashford (Lingard, min. 58); Lukaku. Técnico: José Mourinho
Everton: Pickford; Keane, Williams e Jagielka; Gueye (Calvert-Lewin, min. 74), Schneiderlin, Martina e Baines; Davies (Sandro Ramírez, min. 65), Rooney (Mirallas, min. 81) e Sigurdsson. Técnico: Ronald Koeman
Placar: 1-0, min. 3, Valencia; 2-0, min. 82, Mkhitaryan; 3-0, min. 88, Lukaku; 4-0, min. 91, Martial
ÁRBITRO: Andre Marriner (ING). Cartões amarelos: Williams (min. 63) e Bailly (min. 80)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 5ª rodada da Premier League 2017/18, disputada no Old Trafford, em Manchester, na Inglaterra

Em boa fase na temporada, o Manchester United recebeu o Everton no reencontro de Rooney com o Old Trafford neste domingo (17), pela 5ª rodada da Premier League 2017/18. Diante da torcida, o United foi superior e permaneceu invicto ao levar a melhor por 4 a 0 com gols de Valencia, MkhitaryanLukaku Martial.

Com o resultado positivo, os Red Devils, além de permanecerem com a sequência de invencibilidade na competição, dividem a liderança junto ao rival City, somando 13 pontos. Os Toffees, por outro lado, ficam em situação conturbada na tabela, vencendo somente uma vez e caindo à 18ª posição com quatro pontos ganhos.

Os times voltam a campo, pela 3ª fase da Copa da Liga Inglesa, já nessa quarta-feira (20). O representante de Manchester continuará nos seus domínios ao duelar contra o Burton Albion, às 16h, enquanto que o da terra dos Beatles vão medir forças diante do Sunderland no Goodison Park, às 15h45.

United é superior e sai à frente no intervalo

Motivado pelo bom momento na temporada, o Manchester United fez um início muito intenso e conseguiu sair em vantagem na primeira boa chance criada na partida. Após um passe na entrada da área, Valencia não deixou a bola cair e acertou belo chute no ângulo de Pickford, que nada pôde fazer.

Permanecendo no setor ofensivo, o United seguiu buscando ampliar o placar a todo custo, mas esbarrava na marcação do Everton, que visou apenas se defender. Ainda assim, os visitantes não se intimidaram em campo e tiveram uma oportunidade de deixar tudo igual. Rooney fez a jogada pela direita e chutou à direita de De Gea, mas sem assustar.

Red Devils mostram melhor aproveitamento e saem em vantagem no primeiro tempo (Foto: Divulgação/Premier League)
Red Devils demonstram melhor aproveitamento e saem com a vantagem (Foto: Divulgação/Premier League)

Demonstrando que estavam mais criativos, os Red Devils continuaram indo para cima tentando fazer o segundo gol, porém não aproveitaram os momentos. Em um desses, depois de saída errada da defesa, Mata deu lançamento preciso para Lukaku, que driblou bem a marcação e, de frente para o goleiro, finalizou de tornozelo e mandou para fora.

Nos minutos finais, os Toffees voltaram a descuidar defensivamente e por pouco o marcador não foi ampliado. O atacante belga recebeu em profundidade novamente pelo espanhol e o arqueiro se enrolou com o zagueiro Jagielka, contudo se recuperou em sequência e impediu que a bola morresse no fundo do barbante.

Red Devils são superiores no fim e goleiam

Para o segundo tempo, os treinadores decidiram seguir com o time da etapa inicial, demonstrando satisfação pela apresentação. No primeiro minuto de bola rolando, Rooney recebeu bom passe na pequena área e arrematou em direção à meta, mas De Gea se adiantou bem e evitou a igualdade.

Visando dar um novo gás à equipe, Mourinho promoveu uma mexida. Rashford, que pouco acrescentou em campo, foi sacado para entrada de Lingard, mantendo assim a estrutura tática dos Red Devils. Mesmo com a substituição, a primeira chance criada pelos mandantes foi pela bola parada, quando Mata bateu falta e acertou a trave.

Mata acertou falta na trave antes da goleada ser sacramentada (Foto: Divulgação/Manchester United)
Meia Mata acertou falta na trave antes da goleada ser sacramentada (Foto: Divulgação/Manchester United)

Sentindo que poderia evoluir na partida e tentando evitar a derrota, os Toffees foram para cima, mas não eram criativos. Tentando recuperar o fôlego do time, Koeman colocou Sandro Ramírez Calvert-Lewin e tirou Davies e Gueye, aumentando a ofensividade. Ainda assim, o jogo permaneceu equilibrado e truncado, com o United valorizando muito a superioridade no placar.

Apesar do equilíbrio, o Manchester United sacramentou o resultado na reta final do confronto ao explorar um erro do adversário. Em saída de jogo errada da defesa do Everton, Fellaini serviu Lukaku que, livre, deu passe em profundidade para Mkhitaryan. O armênio teve o trabalho de tocar por cima de Pickford e estufou o barbante, fechando o caixão. Depois, Lukaku aproveitou bem bate-rebate na pequena área e bateu ao fundo da rede, marcando contra sua ex-equipe. Já nos acréscimos, Martial cobrou pênalti firme e confirmou a goleada no Old Trafford.