Jermain Defoe admite sonho de defender Inglaterra na Copa do Mundo de 2018

Jogador do Bournemouth falou sobre a ausência do Mundial passado e espera ser convocado novamente pelo English Team

Jermain Defoe admite sonho de defender Inglaterra na Copa do Mundo de 2018
Foto: Rob Newell - CameraSport via Getty Images

Disputar uma Copa do Mundo é um sonho para muitos jogadores espalhados pelo planeta, e o atacante Jermain Defoe é um deles. Com 35 anos, o atleta do Bournemouth esteve no elenco de jogadores da Inglaterra que disputaram as Eliminatórias Europeias, mas só entrou em campo duas vezes - contra a Escócia e contra a Lituânia.

Em entrevista à SkySports, Defoe falou sobre a tentativa de se encaixar na Seleção Inglesa desta temporada. Para isso, segundo ele, será necessário ter boas atuações pelos Cherries, onde já disputou oito partidas e marcou um gol.

"Em ano de Copa do Mundo, você sempre quer jogar bem pelo seu clube porque as convocações são feitas por mérito, é simples assim. Como um atacante, o ideal é estar marcando gols para chegar até a Seleção."

+ Walker acredita que Inglaterra se beneficiará com entrosamento de ingleses do Manchester City

Defoe também falou de sua ausência do Mundial de 2014, explicando como se sentiu após não ser convocado pelo English Team. O atacante, porém, espera usar tal fato como motivação para conseguir disputar, pela segunda vez, a maior competição de futebol.

"Até hoje, acredito que eu deveria ter sido convocado. Eu sei que fui jogar no Toronto em março [daquele ano], mas, até então, eu estava no Tottenham e marcando consistentemente. Foi uma grande decepção, mas isso me motiva a pensar que, como eu perdi a última Copa, quero ir para a próxima."

+ Kanté volta a Londres para avaliar lesão e desfalca Chelsea e Seleção Francesa

"Acho que ter jogado na Copa do Mundo, ter tido essa experiência - e não só dentro de campo, mas também fora - é muito especial. É o ápice da carreira, e ter essa oportunidade novamente seria realmente incrível, principalmente com esse grupo de jogadores. Acredito que eles têm muito a oferecer e, claro, esse é o sonho", finalizou.

Inglaterra