Mourinho considera derrota injusta para United: "Fomos punidos por um erro"

Português diz que sua equipe criou e teve muitas chances, mas não conseguiu transformá-las em gol

Mourinho considera derrota injusta para United: "Fomos punidos por um erro"
Foto: Adam Davy/PA Images

Após a derrota de 1 a 0 para o Chelsea nesse domingo (5) pela Premier League, o Manchester United viu o seu grande rival da cidade disparar na liderança da competição. Para o treinador José Mourinho, a equipe teve uma boa atuação mesmo com o resultado negativo para os Blues, que venceram graças a um gol do espanhol Álvaro Morata.

“Eu acho que eles marcaram no único período da partida em que eles dominaram as ações, mas, tirando isso, o jogo foi muito igual. Foi controlado tanto por nós quanto por eles. Tivemos chances e eles tiveram chances. Com o gol deles, eles tiveram a vantagem no placar e conseguiram defender com mais tranquilidade e também com muitas pessoas. Tivemos que partir pra cima, tentamos mudar a direção do nosso jogo. Criamos chances para tentar empatar mas infelizmente não conseguimos.”, disse.

Ao ser perguntado sobre uma possível falha da defesa, por conta de uma desatenção, durante o gol do adversário, o português foi bem sincero com a resposta. “Sim, especialmente porque falamos sobre isso (atenção na defesa) durante a preparação para a partida e no intervalo. Nós sabíamos dos cruzamentos vindos da parte central, dos cruzamentos por dentro e também do movimento dos atacantes, que as vezes ficavam à frente dos defensores, e outras vezes por trás, então foi justamente o que conversamos no vestiário. A primeira equipe a marcar nesses jogos geralmente vence-os. Concedemos um gol em uma situação que deveríamos estar em controle.”, completou.

Além disso, Mourinho foi questionado sobre as oportunidades criadas pela sua equipe durante a partida, e disse que os Red Devils tiveram oportunidades de gol para, pelo menos, empatar a partida. “Eu não sei o número, não sei da quantidade. Eu estava no banco acompanhando o jogo e não fiquei contando. Eu acho que tivemos chances. Se eu consigo lembrar, a cabeçada do Matic na frente do Courtois, o chute do Lukaku no primeiro tempo e, já na parte final da partida, o chute do Rashford que o goleiro não tinha nenhuma chance de pegar, mas que acabou indo para fora, os cruzamentos para a área buscando o Fellaini. Tivemos muitas chances para marcar um gol.”, disse.

“Tivemos um erro no começo do segundo tempo que nos custou em dobro: primeiro, porque mudou a direção da partida e segundo pelo motivo de ter sido em uma situação que analisamos e treinamos e deveríamos estar sob controle. Os jogadores tiveram atitude, coragem, eles deram absolutamente tudo. Nós claramente merecíamos um gol no final com toda aquela pressão que colocamos em cima do adversário. Fomos punidos por conta de um erro e eu acho que vimos duas fortes equipes.”, completou.

“Estamos em segundo, não em quinto, sexto, sétimo o oitavo. Existem 18 equipes em uma posição mais complicada que a nossa. Oito pontos são oito pontos. Entramos em um período muito complicado com partidas importantes contra Tottenham, Liverpool e Chelsea sem jogadores essenciais. Eu não gosto de falar sobre (lesões) e não será após uma derrota que eu falarei mas é óbvio que entramos nesse período difícil com muitas limitações.”, finalizou.

Mesmo com a derrota, o português elogiou muito o belga Marouane Fellaini, que entrou durante o segundo tempo na partida e tentou reverter o placar negativo da sua equipe. “Eu quero ter a chance não apenas de elogiar, mas também para agradecer ao Fellaini por um inacreditável esforço que ele fez, já que ele treinou com a equipe ontem (Sábado) pela primeira vez e já se colocou à disposição para tentar ajudar a equipe hoje. É importante para mim dar um grande elogio a ele.”, disse o português.