Klopp lamenta empate cedido contra Sevilla: "No segundo tempo, paramos de jogar futebol"

Técnico do Liverpool defendeu a mentalidade da equipe e insistiu que o problema foi na forma de jogo da etapa final

Klopp lamenta empate cedido contra Sevilla: "No segundo tempo, paramos de jogar futebol"
Foto: Aitor Alcalde/Getty Images

Na tarde desta terça-feira (21), Liverpool visitou o Sevilla e empatou por 3 a 3 no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán. A partida foi válida pelo Grupo E da Uefa Champions League e teve momentos de muita emoção, já que os Reds abriram larga vantagem no primeiro tempo, mas permitiram o empate na etapa final.

Após o apito final, o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, concedeu entrevista e explicou o resultado. Para ele, erros no comportamento da equipe durante a segunda etapa foram essenciais para que o empate acontecesse.

"A descrição é fácil: duas etapas diferentes. Fizemos um primeiro tempo fantástico, mas no segundo paramos de jogar futebol. Fomos passivos, eles marcaram o primeiro gol e a atmosfera mudou imediatamente. Poderíamos ter aproveitado chances em contra-ataques, mas não conseguimos. Abrimos a porta e não fechamos mais, e eles empataram no último minuto."

Quando perguntado se o resultado era ruim, Klopp fez uma reflexão. Segundo o treinador, o empate era considerável antes do pontapé inicial, mas, da forma que aconteceu, tornou-se lamentável para o Liverpool.

"Antes do jogo, e isso é até estranho, se você me dissesse que o resultado seria um empate, eu diria: 'Tudo bem, deixe-me ver o jogo primeiro, mas não é nada mal'. Mas agora, com o primeiro tempo que fizemos, queríamos a vitória, com certeza."

+ Napoli 'deslancha' na segunda etapa, vence Shakhtar e ganha sobrevida no Grupo F da UCL

Klopp também falou sobre um possível problema na mentalidade do grupo. Para ele, o time já demonstrou que sabe lidar com as situações adversas nos jogos, e insistiu que a reação do Sevilla foi devido à uma falha na interpretação do modo de jogo dos Reds.

"Nós já mostramos uma mentalidade fantástica. Contra o Borussia Dortmund e em muitos outros jogos. Claro que não fomos perfeitos hoje, é verdade, mas não é um problema geral. Poderíamos ter feito melhor, mas fizemos um julgamento errado. É futebol e, até que o apito final soe, tudo é possível", finalizou.

Benzema desencanta, Real Madrid desmantela APOEL e avança às oitavas da UCL