Mauricio Pochettino admite que Danny Rose está "furioso" após Derby, mas afirma: "Eu sou o chefe"

O lateral-esquerdo da Inglaterra ficou furioso depois de ser deixado fora do time de Spurs para enfrentar o Arsenal

Mauricio Pochettino admite que Danny Rose está "furioso" após Derby, mas afirma: "Eu sou o chefe"
Mauricio Pochettino admite que Danny Rose está "furioso" após Derby, mas afirma: "Eu sou o chefe" (Foto: Rueters)

O treinador do Tottenham Mauricio Pochettino confessou que o lateral esquerdo Danny Rose estava bastante chateado por ter sido deixado de fora dos convocados para partida contra o Arsenal. 

De acordo com Pochettino, os jogadores podem estar bravos, mas quem está no comando é ele e toma todas as decisões. "Não é fácil quando você toma decisões envolvendo toda uma equipe, as vezes alguns não estão felizes, mas isso é normal", disse o técnico.

Sobre o sentimento de Rose, o treinador se mostrou surpreso. "Ele nunca mostrou esse sentimento para mim. Por isso, fiquei surpreso", mas Mauricio Pochettino afirmou que não tem problema nenhum com o jogador. "Eu gosto quando o jogador sente essa emoção porque significa que eles estão interessados ​​em ajudar o time".

Danny Rose se desculpou com o treinador e Pochettino aceitou as desculpas do jogador, mas o comandante do Tottenham não confirmou se o defensor está nos planos do clube na próxima temporada. "Este não é o momento de falar sobre isso", disse Pochettino. "Todos os jogadores tem contratos conosco,  estão envolvidos no nosso projeto. Você não pode adivinhar o que vai acontecer no futuro".