Ashley Young marca após 18 meses e Manchester United tem trabalho para bater Brighton

Time de José Mourinho joga mal, mas consegue vitória apertada em jogo duríssimo; United chega aos 29 pontos e se aproxima do líder City, que enfrenta o Huddersfield na rodada.

Ashley Young marca após 18 meses e Manchester United tem trabalho para bater Brighton
Foto: Robbie Jay Barratt via Getty Images
Manchester United
1 0
Brighton
Manchester United: De Gea; Valencia, Lindelof, Smalling, Young; Matic, Pogba, Rashford (Fellaini), Mata (Ibrahimovic), Martial (Mkhitaryan); Lukaku
Brighton: Ryan; Bruno, Duffy, Dunk, Bong; Stephens, Pröpper, Knockaert, Gross (Brown), March (Izquierdo); Murray (Hemed)
Placar: 1-0, min 66, Young.
ÁRBITRO: Neil Swarbrick. Amarelos: Murray (min. 69), Duffy (min. 86)
INCIDENCIAS: Partida válida pela décima terceira rodada da Premier League, disputada em Old Trafford, Manchester, Inglaterra

Pela 13ª rodada da Premier League, o Manchester United recebeu o Brighton neste sábado (25) e venceu por 1 a 0. Com a vitória, os Red Devils diminuem a diferença de pontos para o líder City, que, momentaneamente é de cinco pontos - Os Citizens ainda jogam na rodada. 

O Brighton, por sua vez, apresentou bom futebol enfrentando um rival poderoso fora de casa e chegou até a criar mais chances de gol do que os mandantes. Mas, quem saiu vitorioso do Old Trafford foi o United. O placar de 1 a 0 mostra que o jogo foi duro para os Red Devils.

O próximo jogo do Manchester United será contra a sensação do campeonato, o Watford, fora de casa pela 14ª rodada. A partida ocorrerá na próxima terça-feira (28). No mesmo dia, o Brighton receberá o Crystal Palace, no Falmer Stadium. 

Primeiro tempo equilibrado e sem gols 

O jogo começou com o visitante criando as melhores jogadas, chegando até mesmo encurralar o United no seu próprio campo. Após algumas chances do Brighton, o time de José Mourinho equilibrou a partida, assumiu o controle da posse de bola, mas não criava boas jogadas no campo ofensivo.  

A apresentação dos Red Devils não era das melhores, mas, mesmo assim, o time buscava uma pressão e parava na boa defesa do Brighton. Quando recuperavam a bola, os visitantes eram mais perigosos do que o time da casa.

A grande chance do United veio no final do primeiro tempo, quando Lukaku aparou um cruzamento de Rashford, e obrigou o goleiro Ryan a fazer uma grande defesa. Na sequência do lance, Pogba emendou um chute, que também exigiu trabalho do goleiro australiano. 

Young marca e United vence jogo complicado

A etapa complementar começou com poucas chances dos dois lados. O jogo se mostrava cada vez mais difícil para o United, por isso    Mourinho, aos 17 minutos, lançou Ibrahimovic, que, pela primeira vez, atuou ao lado de Lukaku.

Aos 21, Young pegou o rebote de um escanteio para o United, chutou  e a bola desviou em Dunk, encobrindo o goleiro Ryan, 1 a 0. O técnico do Brighton, Chris Hughton, promoveu duas alterações no time, Izquierdo e Hemed nos lugares de March e Murray, aumentando a ofensividade de sua equipe.

Mesmo com a vantagem no placar, o United mantinha a posse no campo adversário, e os visitantes buscavam contragolpes acionando a velocidade de seus jogadores de lado, porém, na hora de finalizar, o Brighton pecava. 

Com a vitória, o time de Mourinho mantém os 100% de aproveitamento jogando no Teatro dos Sonhos. De quebra, encerra uma invencibilidade de cinco jogos do Brighton, que vinha de três empates em casa e duas vitórias como visitante.