Sánchez faz de pênalti nos acréscimos e Arsenal bate Burnley para entrar no G-4

Clarets tiveram mais chances no primeiro tempo, mas equilíbrio foi crucial para que os Gunners segurassem o 'clean sheet' na etapa final

Sánchez faz de pênalti nos acréscimos e Arsenal bate Burnley para entrar no G-4
Foto: Lee Parker / Action Plus via Getty Images
Burnley
0 1
Arsenal

Arsenal e Burnley têm histórico de ter seus jogos decididos nos últimos momentos. Na partida realizada pela 13ª rodada da Premier League, na tarde deste domingo (26), não foi diferente. Os Gunners, jogando fora de casa, conseguiram se defender bem dos ataques dos anfitriões, e vice-versa, até que, nos acréscimos do segundo tempo, Alexis Sánchez cobrou penalidade sofrida e venceu a partida para os visitantes: 1 a 0.

O resultado positivo coloca a equipe de Arsène Wenger no G-4 da competição, com agora 25 pontos conquistados, um a mais que o rival Tottenham, o quinto colocado, e um a menos que o terceiro Chelsea. Já os Clarets, permanecem com os seus 22 pontos ganhos e encerram a rodada na sétima colocação, ficando a três da zona para a próxima Uefa Champions League. 

As equipes retornam a campo já no meio dessa semana, pela 14ª rodada da competição. Os dois jogam no mesmo horário, às 17h45, na próxima quarta-feira (29). O Burnley visita o Bournemouth e o Arsenal recebe o Huddersfield Town. 

O primeiro tempo foi bem corrido, com os dois times tendo boas chances de gols. Contudo, os donos da casa conseguiram colocar um futebol mais ofensivo em campo, ocupando espaços e atacando com mais frequência, principalmente com Berg Gudmundsson, que teve algumas boas chances. A melhor oportunidade do Arsenal na primeira etapa foi com Ramsey, que recebeu belo cruzamento de Lacazette, mas não conseguiu finalizar em gol.

Já na etapa complementar, o equilíbrio em oportunidades se instaurou. Foi bem dividido já que algumas mudanças táticas promovidas por Wenger no intervalo deram resultados imediatos na batalha tática com Sean Dyche. Embora as boas chances continuaram, o único gol da partida saiu no fim, quando Lee Mason viu pênalti em disputa de espaço na área já aos 46. Na cobrança, Sánchez foi contundente e venceu a partida para os visitantes.