Sem sustos, Chelsea vence Swansea e segue na cola do United

Blues vão para a sexta partida invictos na Premier League, recuperando-se do má começo de campeonato

Sem sustos, Chelsea vence Swansea e segue na cola do United
Rudiger foi autor do gol solitário (Foto: Divulgação/Premier League)
Chelsea
1 0
Swansea
Chelsea: Courtois; Rudiger, Christensen, Cahill; Zappacosta (75' Moses), Fàbregas, Kante, Alonso; Willian (80' Drinkwater), Morata, Pedro (80' Hazard)
Swansea: Fabianski; Naughton, Van der Hoorn, Mawson, Olsson; Ki, Roque (65' McBurnie), Carroll; Bony, Sanches (46' Fer), Ayew (84' Routledge)
Placar: 55' Rudiger (CHE)
ÁRBITRO: Neil Swarbrick | AMARELOS: 92' Morata
INCIDENCIAS: Partida válida pela décima quarta rodada realizada no estádio Stamford Bridge em Londres, Inglaterra

O Chelsea seguem se recuperando na Premier League. Jogando contra o penúltimo colocado da tabela, Swansea, os Blues conseguiram, nesta quarta-feira (29), uma magra vitória por 1 a 0. Jogando no Stamford Brigde, os donos da casa tiveram total domínio da partida, tendo mais de 20 finalizações contra apenas duas da equipe de Gales.

Apesar disso, o único gol do duelo saiu na segunda etapa, com o zagueiro Rüdiger. O alemão aproveitou uma jogada de escanteio para fazer o tento que garantiu sua equipe na terceira colocação da liga, atrás do líder Manchester City e do vice Manchester United. Já o Swansea segue sua má fase, com nove pontos e a penúltima colocação.

O Chelsea já volta a campo nesse próximo sábado (2). Às 10H30 (horário de Brasília), os Blues recebem o Newcastle no Stamdford Brigde. O Swansea também joga no sábado, porém um pouco mais tarde, às 13H. Vai até Stoke-on-Trent enfrentar o Stoke City.

Primeiro tempo mormo e sem chances de gol

Uma surpresa ainda antes da partida. O lateral-direito e zagueiro Azpilicueta não começou a partida como titular. Desde dezembro de 2015 o espanhol iniciou todas as partidas da Premier League, resultando em 74 jogos consecutivos. Já o jogo, começou morno. Com muitos erros de passe, os dez primeiros minutos foram de poucos lances. Apenas em uma cobrança de falta feita por Willian, passou próxima a trave de Fabianski.

Mais dez minutos de jogo e a pressão do Chelsea aumentou. Tentando em cruzamentos, as chances começaram a aparecer. Morata, Willian e Pedro tiveram oportunidades de abrir o marcador, mas o goleiro do time de Gales fazia boas intervenções. Apesar dos mais de 60% de posse de bola e uma forte pressão, o Chelsea não conseguia abrir o placar. Já o Swansea também não conseguia criar oportunidades. Em mais de meia hora de partida, o goleiro Courtois havia tocado apenas duas vezes na bola.

Já no final da primeira etapa, o árbitro Neil Swarbrick, expulsou o treinador Antonio Conte por conta de reclamações a beira do gramado.

Com muita dificuldade o Chelsea garante a vitória

A segunda etapa começou da mesma forma que foi toda a primeira. Em apenas cinco minutos o Chelsea teve três escanteios. Aos sete, Willian fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. Pedro tentou a finalização já na pequena área e mandou por cima da meta adversária. Três minutos depois o gol surgiu. Após cobrança de escanteio curta, Willian tocou para Kanté. O volante finalizou forte, a zaga desviou e Rüdiger acertou de cabeça, abrindo o placar.

Mesmo abrindo o placar, os Blues seguiam no ataque. Aos 18, Fàbregas cobrou escanteio na cabeça de Morata. O espanhol mandou no ângulo, mas Fabianski fez grande defesa. O Swansea deu sua primeira finalização na partida aos 20. Fer tentou o chute da intermediária e passou muito longe.

Depois da metade da segunda etapa, o Chelsea recuou mais e o time de Gales passou a ficar mais tempo no campo de ataque, mas seguia sem levar perigo ao gol dos donos da casa.

Já chegando ao final da partida, os visitantes chegaram a levar perigo em cruzamentos, mas sem qualidade para acertar o último passe.