Com assistência do estreante Sánchez, United goleia Yeovil e avança na Copa da Inglaterra

Red Devils não tiveram tanta dificuldade para conseguir levar a vitória e agora só aguarda o sorteio na segunda-feira para definir o próximo adversário

Com assistência do estreante Sánchez, United goleia Yeovil e avança na Copa da Inglaterra
Foto: Harry Trump / Getty Images
Yeovil Town
0 4
Manchester United
Yeovil Town: Krysiak, Smith, Bird (Browne 56'), Wing (Smith 69'), Gray, Dickson, Zoko, Surridge, Green (Fisher 69'), Sowumni, James.
Manchester United: Romero; Darmian, Lindelof, Rojo, Shaw; Carrick, Herrera; Mata (Lukaku 65'), McTominay, Sánchez (Lingard 72'); Rashford (Gomes 88').
Placar: 0-1, min. 41, Rashford. 0-2, min. 61, Herrera. 0-3, min. 89, Lingard.
ÁRBITRO: Paul Tierney. Amarelos: Zoko 1', Smith 29', Sowunmi 47', McTorminay 81'.
INCIDENCIAS: partida válida pela quarta rodada da copa da inglaterra, disputada no huish park, em yeovil, inglaterra

No dia de abertura das atividades da quarta rodada da Copa da Inglaterra, Yeovil Town, da quarta divisão, recebeu o Manchester United na tarde desta sexta-feira (26). Sem grandes dificuldades, os visitantes conseguiram sair com a vitória por 4 a 0, com gols de Ander Herrera, Lingard, Romelu Lukaku e Marcus Rashford. No tento marcado pelo espanhol, Alexis Sánchez, estreante, deu a assistência já deixando sua marca com a clássica camisa 7 da agremiação. 

Agora, o Yeovil foca seus esforços na League Two, onde se encontra na 21ª colocação e busca se distanciar da zona da degola. Já o United, se mantém na competição e aguarda resultado do sorteio que será realizado na próxima segunda-feira (29). O time de José Mourinho também terá de lidar com a Uefa Champions League e, claro, a Premier League nos próximos dias.

Primeiro tempo tem chance para os dois lados, mas é o United quem sai na frente

Embora o Manchester United seja um time superior tecnicamente, foi o Yeovil, 21º colocado da quarta divisão, quem tomou a iniciativa. Com nove minutos, Wing apareceu pela esquerda, tentando criar perigo para a defesa adversária, mas essa conseguiu afastar a redonda. Com 15 minutos, um cabeceio de Sowunm quase chegou em gol, mas Rojo conseguiu afastar.  

Krysiak foi acionado pela primeira vez no jogo só depois dos 20 minutos, quando McTorminay recebeu de Sánchez na meia-lua e arrematou rasteiro, mas o goleiro conseguiu fazer a defesa. Aos 29, o chileno arriscou chute em cobrança de falta, mas novamente o arqueiro caiu para fazer a defesa, mostrando segurança nos primeiros minutos de jogo. 

Após isso, algumas oportunidades ficaram na tentativa de serem criadas pelas duas partes, embora o United tivesse saído cada vez mais para o ataque conforme foi tendo a bola. No fim do primeiro tempo, Rashford conseguiu abrir o placar em bobeira da defesa, que ficou confusa com a bola dentro da área e o inglês, esperto, chegou para empurrar pro fundo das redes, pegando até o goleiro desprevinido. 

United marca mais dois e fecha o placar

Se nos primeiros minutos da etapa inicial o Yeovil saiu para o jogo, na final foi a vez do United. Logo com quatro minutos, Ander Herrera foi lançado pela esquerda e arriscou o chute, mas foi travado pela defesa. Na sequência, Rashford faz boa jogada individual pela esquerda, puxa para a direita e arremata quase caindo. A bola desviou em Smith e saiu em linha de fundo. No minuto seguinte, Mata gira na marcação e bate, mas o esférico explode no travessão.

Depois de tanto insistir, aos 16 minutos, os visitantes marcaram o segundo. Em bom contra-ataque trabalhado coletivamente, Herrera, o iniciante do contragolpe, recebeu por último, já dentro da área, e soltou a bomba de esquerda para ampliar a vantagem. Depois do gol sofrido, os donos da casa ensaiaram alguma reação, tentando sair mais para o ataque, tentando criar. 

A equipe de Manchester continuou a tentar criar mais oportunidades, enquanto que os donos da casa também ficavam na tentativa de levar algum perigo ao gol de Romero, mas ambas sem sucesso, até que, já próximo dos acréscimos, Lingard matou a partida. O atleta, que havia entrado no segundo tempo, recebeu a bola pela direita, levou a marcação adversária junto e arrematou, finalizando a bela jogada em gol. 

Já quando o relógio marcava os acréscimos, Lukaku, que também tinha entrado no decorrer da partida, não quis ir para casa sem deixar o dele. Aproveitou cruzamento vindo da direita e só teve o trabalho de empurrar a redonda para o fundo das redes, dando números finais no jogo e levando a partida para uma goleada.