Manchester City vence Cardiff City e avança às oitavas de final da Copa da Inglaterra

Com gols de Sterling e De Bruyne e boa atuação de Bernardo Silva, Citizens avançam à próxima fase da competição

Manchester City vence Cardiff City e avança às oitavas de final da Copa da Inglaterra
Foto: Divulgação/ Manchester City
Manchester City
2 0
Cardiff City
Manchester City: Bravo; Walker, Danilo, Kompany e Otamendi; Fernandinho, Gündogan, e De Bruyne; Sané, Bernardo (Brahim Diaz) e Sterling (Agüero). Téc: Pep Guardiola.
Cardiff City: Neil Etheridge, Sean Morrison, Joe Bennett, Bruno Ecuele Manga, Jazz Richards, Nathaniel Mendez-Laing, David Junior Hoilett, Marko Grujic, Joe Ralls (Loïc Damour), Callum Paterson, Kenneth Zohore (Anthony Pilkington). Téc: Neil Warnock.

Neste domingo (28), Cardiff City e Manchester City se enfrentaram em Cardiff pela quarta rodada da Copa da Inglaterra. Com gols de De Bruyne e Sterling, os visitantes dominaram a partida, venceram por 2 a 0 e se classificaram para as oitavas de final da competição.

O time de Pep Guardiola encontrou em campo com alguns reservas. Claudio Bravo, Bernardo Silva e Ilkay Gündogan juntaram-se com De Bruyne, Sané, Sterling e Otamendi para defender a camisa do Manchester City. Kompany também voltou depois de lesão.

O Cardiff City jogou sem Sol Bamba, zagueiro e um dos seus principais jogadores. Porém, o ataque ofensivo conseguiu assustar o time favorito da Premier League. 

Golaços e polêmicas da arbitragem

Logo aos 7 minutos do primeiro tempo, os Citizens abriram o placar. Ralls deu um pisão em Gündogan perta da área do Cardiff. De Bruyne bateu e a bola passou por baixo da barreira, direto para o gol de Neil Etheridge. Era o primeiro golaço marcado pelos visitantes.

De Bruyne, como de costume, brilhou na partida. O jogador dominou o meio de campo, criando jogadas e entregando boas bolas e passes certeiros para os companheiros.

Depois, aos 24, Bernardo Silva mandou uma bela bomba para o gol. A bola bateu na trave principal e entrou, mas o bandeirinha anulou pois Sané estava impedido. Tanto os jogadores, quanto Guardiola não concordaram com a marcação. Foi o suficiente para Bernardo pressionar ainda mais o Cardiff. 

E não foi a toa que o segundo gol partiu dele. Pela esquerda, o atacante cruzou com maestria direto na cabeça de Sané, na frente do goleiro. A bola quicou no chão e entrou, marcando o segundo do Manchester City aos 36 do primeiro tempo.

No último minuto do primeiro tempo, Sané sofreu uma entrada violenta de Joe Bennett na panturrilha. O jogador do Blues não voltou para o segundo tempo, substituído por Agüero, e Joe levou um cartão amarelo. Aos 91 minutos da partida, o zagueiro foi expulso, com 45 minutos de atraso. 

Mesmo muito pressionados e com menos posse de bola - 77,3% contra 22,7% -, o Cardiff levou perigo para o goleiro Bravo. Junior Hoilett, Callum Paterson e Ralls chegaram bem, mas nenhuma finalização foi suficiente para diminuir o placar.