Wenger reconhece problemas de criação na derrota pelo NLD: "Faltou capricho no último passe"

Técnico francês disse que o Arsenal poderia ter saído com um resultado melhor caso as chances criadas tivessem sido aproveitadas

Wenger reconhece problemas de criação na derrota pelo NLD: "Faltou capricho no último passe"
(Foto: Getty Images)

Após a fraca atuação do Arsenal que culminou na derrota no North London Derby contra o Tottenham, o técnico Arsène Wenger lamentou o comportamento da equipe durante a partida, em entrevista coletiva realizada depois do jogo.

“A posse de bola foi basicamente de 50% para cada lado. Primeiramente, eu acho que o jogo deveria ter acabado no primeiro tempo. Nós desperdiçamos algumas oportunidades em contra-ataques que não são aceitas para um clube deste nível, especialmente no último passe. Na segunda etapa, nós deveríamos ter perdido por mais de um gol de diferença. Nos desestabilizamos depois do gol sofrido e eles ainda tiveram duas ou 3 chances claras em que poderiam ter marcado. Nos minutos finais, poderíamos ter empatado. Talvez não fosse o suficiente, mas seria melhor do que o 1 a 0 contra. No geral, nós tivemos uma mistura de sentimentos por longos períodos durante os 45 minutos iniciais. Com um pouco mais de qualidade no último passe, teríamos vencido o jogo”, falou o treinador.

“Eu acho que tivemos oportunidades, situações perigosas que não conseguimos transformar em chances claras de gol. Minha mágoa é essa. No último passe. Faltou capricho. Quando você tem duas ou três chances como as que nós tivemos no final da partida, você precisa aproveitá-las, principalmente em jogos iguais a este, porque sabe que não terá muitas chances. Se desperdiçá-las, irá sofrer no fim do dia. Estar em um bom nível mentalmente é ter a capacidade de concluir suas oportunidades. Este é o alto nível”, completou.

“É um jogo que não poderíamos ter perdido, é claro. Alcançar as quatro primeiras colocações agora tornou-se mais difícil, mas temos que lutar enquanto tivermos chances matemáticas. Era muito mais do que apenas um clássico, eu disse isso antes do jogo. Por isso, é tão desapontante perdê-lo da forma que perdemos”, concluiu Wenger.