Para Geninho, um time com o investimento do São Caetano não pode estar mal no Paulistão
Em quatro jogos, Geninho empatou uma e perdeu três (Foto: Márcio Donizete/VAVEL Brasil)

* Especial para a Vavel Brasil

O São Caetano perdeu mais uma no Paulistão Chevrolet, dessa vez 4 a 2 para o São Paulo, o que deixou o clube na lanterna da classificação (cinco pontos em oito jogos). Sobrou para o técnico Geninho explicar mais um revés de seu time na competição, a terceira desde que chegou ao clube, há quatro jogos.

"Temos que dar uma reposta ao torcedor. Um time com a folha de pagamento que tem o São Caetano não pode ser rebaixada no Paulista. Quem tiver pensando somente na Série B, não fica para a Série B", avisou o treinador.

Sobre a partida, Geninho lamentou o resultado e disse que o Azulão poderia ter saído do Anacleto Campanella com um resultado melhor. "Havia conversado com os jogadores depois do jogo, perdemos pelos nossos erros. Tinhamos a chance de fazer o terceiro gol ainda no primeiro tempo, mas cometemos erros que os fizeram reagirem. Contra time grande não se brinca", disse.

O pentacampeão Rivaldo reencontrou sua ex-equipe, o São Paulo, mas minimizou o tropeço de seu time. "Jogar contra o São Paulo é difícil. É normal perder deles, com todo o respeito ao Linense e Bragantino (times que também derrotaram o São Caetano)", afirmou o jogador. 

O meiocampista também se preocupou com a situação do clube do ABC Paulista. "Fico chateado com a atual situação. Só ganhamos um jogo até agora e é preocupante, sim. Agora, depende de nós para sairmos dessa. Temos de ligar o sinal de alerta porque todos os jogos do campeonato são difíceis", explicou Rivaldo.

NOVOS REFORÇOS

O São Caetano confirmou o acerto com os volantes Boquita e Fabinho, que foram vistos no treinamento da última terça-feira no Anacleto Campanella.

Boquita tem 22 anos e já trabalhou com Geninho na Portuguesa, ano passado. Já Fabinho, de 33, foi revelado pelo próprio Azulão e teve passagem importante pelo Corinthians, e também esteve comandado por Geninho, na conquista do Paulistão de 2003.

"O Fabinho é um cabeça de área, primeiro volante com uma boa força física. O Boquita também é volante, mas sai para o jogo, como se fosse um meiocampista", explicou Geninho, em coletiva.

VAVEL Logo