Diretoria do São Caetano se solidariza com volante Ferrugem, mas apoia Danielzinho
(Foto: Reprodução/Premiere Futebol Clube)

A repercussão entre a dividida entre Danielzinho e Ferrugem, o que resultou em uma fratura do tornozelo esquerdo do volante da Ponte Preta, na vitória da Macaca por 3 a 1 sobre o São Caetano, não para. Nesta segunda-feira, o presidente do clube do ABC, Nairo Ferreira, se posicionou sobre o ocorrido.

"Lastimamos muito a grave contusão do Ferrugem. Realmente foi uma fatalidade. Tenho a convicção que foi um acidente de trabalho e o Danielzinho não teve nenhuma intenção de machucar o adversário. Nós solidarizamos e nos colocamos a disposição para ajudar", disse Nairo em nota oficial.

O jogador envolvido também comentou o lance e lamentou. "Foi um lance involuntário. Uma de disputa de bola que infelizmente terminou em uma séria lesão para um companheiro de trabalho. Quero pedir desculpas ao Ferrugem e dizer que foi uma fatalidade, jamais eu tive a intenção de acertá-lo. Espero que ele tenha uma ótima recuperação e quando possível vou conversar com ele sobre o ocorrido", afirmou, arrependido, também no mesmo comunicado à imprensa.

Segundo o médico da Ponte Preta, Roberto Nishimura, ao programa FOX Sports Rádio (do canal por assinatura FOX Sports), Ferrugem "sofreu lesão ligamentar e fratura no osso da tíbia". O especialista também comentou sobre a recuperação do jogador. “Quanto à previsão, vou me posicionar depois da cirurgia. O problema vem da cicatrização, mas para atleta de alta performance o problema é a estabilidade, o reflexo e a confiança para ele dar a divida, e tudo mais. Pelo menos seis meses para ele se recuperar”.

Nas redes sociais, os torcedores da Ponte não isentaram Danielzinho pela jogada, hostilizando o atleta. A diretoria da equipe de Campinas garantiu que vai denunciar o jogador e exige punição severa ao atacante do Azulão.

VAVEL Logo