De volta a Campinas, Kleina não teme “chuva de moedas” dos torcedores da Ponte
Gilson Kleina brincou e pediu que torcedores da Ponte atirassem moedas de 1 real (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

Neste domingo, o técnico Gilson Kleina volta pela primeira vez ao Moisés Lucarelli desde que resolveu trocar o time de Campinas pelo Palmeiras, ainda no Brasileirão do ano passado. E o comandante do Verdão já soube do possível protesto preparado para ele – uma chuva de moedas – e brincou com a situação. "Que joguem moedas de R$ 1. Vai doer mais, mas vale mais" disse sorrindo o treinador do Palmeiras.

Apesar do clima não muito amistoso, Kleina deixou claro que não quer ser visto como um “mercenário” pela torcida da Macaca. “Tenho um respeito muito grande pelo torcedor da Ponte Preta. Já me ligaram dizendo que vão jogar moeda. Só quero trabalhar", disse.

Em setembro do ano passado, o treinador trocou a Ponte Preta pelo Palmeiras para tentar salvar o time do rebaixamento. Quando deixou a equipe de Campinas, o Verdão pagou a multa rescisória para levar Kleina para o Palestra Itália. "Na minha saída, parece que abandonei a Ponte Preta. Não foi assim, tivemos conversas antes do convite do Palmeiras. Mas, os torcedores ficaram contra mim", afirmou o treinador palmeirense. 

VAVEL Logo