Nicolás Leoz renuncia aos seus cargos na Fifa e deve se afastar da Conmebol
(Foto: Reprodução / CONMEBOL)

Membro do Comitê Executivo da Fifa desde 1998, Nicolás Leoz renunciou a todos os seus cargos na entidade e também deve deixar o comando da Conmebol. Presidente da Confederação Sul-Americana desde 1986, o paraguaio terá que deixar os seus cargos executivos por recomendação médica. Com problemas cardíacos, o dirigente foi aconselhado a não fazer mais tantas viagens como vinha fazendo e, por isso, deverá deixar a presidência da confederação.

O anúncio oficial da renúncia aos cargos na Fifa foi feito em entrevista coletiva nesta terça-feira (23), aonde Leoz agradeceu nominalmente à José Maria Marin, Marco Polo del Nero e Joseph Blatter – o dirigente era o principal membro da Fifa dentro do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014.

“Quero agradecer a Blatter, Marin, Del Nero por me ajudarem a exercer esse cargo. Todas as federações me ajudaram a fazer uma confederação unida. Me sinto muito orgulhoso de todos os meus companheiros, amigos da América do Sul. E também aos jornalistas” afirmou.

O dirigente ainda completou: “Me retiro com a consciência de ter feito um trabalho sincero, honesto. A Del Nero, que siga bem no Comitê Executivo da Fifa. A José Maria Marin, que faça uma Copa do Mundo fantástica. Estarei sempre perto de todos. Sempre me terão como um amigo. Agradeço a todos vocês. Estou mentalmente bem, mas tenho muito cansaço. O cansaço é o que me impossibilita de continuar, teria que viajar ao Brasil para habilitar dez cidades, já não estou mais apto para isso.”

Apesar de Nicolás Leoz ainda não ter confirmado, a Fifa dá como certa o seu afastamento da Conmebol. Em nota, a entidade máxima do futebol afirmou que o paraguaio já comunicou seu desligamento da entidade sulamericana, através de uma carta. Confira a nota na íntegra:

“A FIFA tomou nota do afastamento de Nicolás Leoz como membro do Comitê Executivo da FIFA e presidente da CONMEBOL (Confederação Sul-Americana de Futebol) por razões pessoais e de saúde. Nicolás Leoz informou a sua decisão por meio de uma carta enviada hoje. De acordo com o estatuto da FIFA (art. 30, par. 9), a CONMEBOL terá que decidir imediatamente quem irá substituir Nicolás Leoz como membro do Comitê Executivo durante o restante do período de ofício”

VAVEL Logo