Galo vence fácil, quebra invencibilidade do Cruzeiro e constrói ótima vantagem na final

O Galo segue imbatível no Independência. Nem mesmo o rival Cruzeiro, de campanha perfeita na primeira fase do Campeonato Mineiro, foi capaz de quebrar a invencibilidade incrível do time de Cuca como mandante. Os torcedores atleticanos não cansam de dizer: “Caiu no horto, tá morto”, e nesse domingo (12) não foi diferente. Jô, Diego Tardelli e Marcos Rocha fizeram a alegria da torcida atleticana que viu o time fazer mais um grande jogo, quebrar a invencibilidade do rival na temporada e reverter a vantagem na final do estadual.

Atlético domina o primeiro tempo e Fábio salva o Cruzeiro

A primeira etapa foi dominada pelo Galo no Independência. Logo no início de jogo, o Galo já levava perigo, com Ronaldinho que fez o giro pra cima do zagueiro e saiu cara a cara com Fábio, mas o goleiro cruzeirense fez grande defesa. O Atlético continuou jogando em cima do adversário e trabalhando a bola com tranquilidade e precisão, conseguia chegar próximo a área de Fábio. O gol inaugural do clássico começou com Marcos Rocha, que roubou de Éverton e tocou para Ronaldinho que de primeira, acertou belo passe para Jô; o artilheiro do Galo na temporada tirou de Fábio e balançou as redes aos 14 minutos.

Depois do primeiro gol, o Cruzeiro até tentou assustar o Atlético com algumas subidas ao ataque, mas a defesa do Galo foi firme nos lances, o que proporcionou ao time a chance de dominar a posse de bola. O Atlético teve chances de aumentar o placar, Tardelli perdeu grande chance após levantamento de Ronaldinho e Marcos Rocha, dentro da área, chutou com a canhota para a defesa de Fábio. Os minutos finais do primeiro tempo foram marcados por muitas faltas e discussões entre os jogadores dos rivais.

Galo aproveita expulsão cruzeirense e constrói placar dilatado na decisão

O segundo tempo começou equilibrado, o Cruzeiro chegou  a ter superioridade na posse de bola da partida, tudo isso até a expulsão de Bruno Rodrigo, que já tinha cartão amarelo, puxou Ronaldinho e foi expulso de campo. Mesmo após a expulsão de Bruno Rodrigo, o Cruzeiro chegou a deixar o jogo equilibrado e até mandou uma bola na trave, com um chutaço de Diego Souza. Mas em uma bola espirrada na área, Diego Tardelli não perdoou, fuzilou Fábio e marcou o segundo do Galo.

Com 2 a 0 no placar, o Cruzeiro ficou batido e o Atlético - claramente sentindo o cansaço físico acumulado pela partida da última quarta-feira contra o São Paulo - só administrava o resultado. Mas houve tempo para o Galo marcar mais um. Jô cabeçou na trave e a bola sobrou para Marcos Rocha, de grande atuação no clássico, chutar para o gol sem chances para Fábio e sacramentar a vitória atleticana no Horto, que deixa o time de Cuca muito perto da taça.

Decisão final no Mineirão

O Cruzeiro tentará reveter o resultado contra o Galo no próximo domingo (19), no Mineirão.

VAVEL Logo