Com gol de Elano, Grêmio vence o Vitória na Arena

O Vitória foi a Porto Alegre enfrentar um Grêmio com novidades, na noite desta quarta-feira (5) no campo e fora dele. Com Elano na reserva, Fernando e Vargas em suas Seleções, entraram Biteco, Adriano e Kleber. Nas arquibancadas, o setor da geral, lotado de fanáticos, voltou a empurrar os donos da casa depois de cerca de cinco meses interditado. Mas o time baiano era um dos líderes do campeonato, estava invicto e mesmo com desfalques que iam da zaga ao ataque, tinha o comando de um técnico que conhecia muito bem o adversário: Caio Jr.

 

No primeiro jogo na Arena pelo Brasileirão, o Grêmio fez o dever de casa. Com gol de Elano, venceu o Vitória por 1x0 e subiu para a 4º colocação. Além dos três pontos, o tricolor manteve a escrita de 31 anos de vitórias como mandante sobre o Rubro-Negro no campeonato nacional.

 

Primeiro tempo de supremacia gremista

 

O ínicio de jogo teve o Vitória com uma postura mais defensiva e o Grêmio bem postado em campo no comando das jogadas, com Adriano no rebote da zaga e Zé Roberto trabalhando a bola no meio- campo somando-se a Biteco, que mostrou intensa movimentação. O primeiro chute a gol do Rubro-Negro foi com Vander aos 10 minutos, mas sem perigo para Dida. Sete minutos depois, o tricolor iniciou uma pressão no campo de defesa do adversário, abusando das cobranças de escanteios, tabelas e cruzamentos.

 

A equipe comandada por Caio Jr, postada para trabalhar no contra-ataque, pouco ousou e ofereceu perigo em apenas uma oportunidade, quando Nino chutou de primeira mas Adriano se esticou e salvou. No mais, o time gaúcho dominou mas a bola teimava em não entrar, como no chute de Zé Roberto que parou na trave. Para a sorte do Vitória, para o mérito de Wilson.

 

O Grêmio, mesmo com desfalques importantes, jogava o futebol que não mostrou na última rodada. Os destaques ficaram por conta de Pará no lado direito, a intensa busca do jogo entre meias e atacantes, como Kleber e Barcos. Ambos tabelaram muito, sofreram  faltas e juntamente com o camisa 10 tricolor, criaram muitas chances de gol. O goleiro Wilson foi o nome do time baiano. A primeira etapa terminou sem gols.

 

No intervalo, o Grêmio não fez alterações; já pelo Vitória, Giancarlo entrou no lugar de Dinei.

 

Segundo tempo marcado pelo gol que saiu do banco de reservas

 

O tricolor tocava a bola sem pressa no meio-campo enquanto o visitante, empolgado com a alteração feita no intervalo, foi o primeiro a oferecer perigo para Dida no inicio da segunda etapa. Aos 10 minutos, Luxemburgo sacou o jovem Biteco, que deu lugar a Elano. E então, o filme da primeira etapa voltou a tomar conta do jogo novamente, tendo o Grêmio através dos escanteios, pressão em busca do gol e o Vitória assustando pouco, se defendendo como podia.

 

Em busca da abertura do placar, Luxemburgo sacou o volante Adriano e mandou Welliton para o jogo. Juntamente com Kleber e Barcos, o Grêmio tinha três atacantes em campo e queria abrir o placar a qualquer custo.

 

Finalmente o gol saiu. Mas não foi de nenhum desses atacantes, e sim de um jogador que saiu do banco: Elano. Em uma perfeita cobrança de falta, o meia mandou para o fundo das redes. Era o primeiro gol gremista na Arena pelo Brasileirão. Após abrir o placar, a equipe recuou e a ordem era garantir os três pontos. O time baiano, que não tinha mais nada a perder, tentou uma reação mas foi tarde demais.

 

Os poucos torcedores que compareceram no estádio comemoraram mais uma vitória gremista, que levou o time para o G-4 com sete pontos; já o Vitória amargou a primeira derrota no campeonato e segue entre os primeiros colocados no Campeonato Brasileiro, também com sete pontos.

 

Próximos confrontos das equipes:

09/06-Atlético-MG x Grêmio, Estádio Independência.

09/06- Vitória x Atlético-PR, Estádio Joia da Princesa.

VAVEL Logo