Em jogo de 5 gols e com um 2º tempo eletrizante, Vasco vence o Criciúma
O Reizinho da Colina voltou a São Januário e foi o nome da vitória sobre o Criciúma (foto: Divulgação / CR Vasco da Gama)

Um grande público foi ver a reestreia de Juninho em São Januário, e não se decepcionou. O veterano fez um gol e deu uma assistência na vitória de 3 a 2 sobre o Criciúma. O Tigre assustou, mas não foi capaz de impedir a 2º vitória consecutiva do Vasco sob o comando de Dorival Júnior. O jogo ficou marcado pelas falhas dos goleiros Diogo Silva e Bruno. O time carioca termina o sábado no 6º lugar, com 13 pontos, enquanto os catarinenses ficam na 12ª colocação, com 10 pontos.

O jogo começou muito faltoso, com o Criciúma abusando do direito de matar as jogadas de ataque do Vasco. Os donos da casa não se fizeram de rogados, e abriram o placar aproveitando o expediente do seu adversário. Juninho Pernambucano, cobrando falta e aproveitando falha do goleiro Bruno, que se atrapalhou com o quique da bola à sua frente, marcou o 1 a 0 para o Vasco, logo aos 8 minutos de jogo.

A sequência do jogo foi de um Vasco animado, mas de um Criciúma que passou a se assanhar após os 30 minutos de jogo. Antes disto, aos 23, Leandro Brasília havia perdido boa chance, chutando sobre o gol de Diogo. O goleiro vascaíno foi importante aos 39, quando Cassiano recebeu em sua frente, mas não foi capaz de vencê-lo, defendendo cara a cara com o camisa 7 do Tigre.

Enxurrada de gols

O segundo tempo começou da mesma forma que o primeiro: muitas faltas e um gol do Vasco. Aos 10 minutos, Rafael Vaz tomou a frente em uma falta que normalmente Juninho cobraria, e foi muito feliz, acertando um canhotaço no ângulo de Bruno. Um golaço para ampliar o placar em São Januário. O Criciúma mostrou que a pontaria também estava afiada, mas contou com uma bela ajuda de Diogo Silva, que errou na cobrança de Ivo, da linha lateral, aos 16.

Os visitantes passaram a pressionar em busca do gol de empate, e o técnico Vadão sacou o volante Amaral para o ingresso do meia Daniel Carvalho. Adiantou, e o Tigre chegou ao empate aos 26 minutos, após novo erro do goleiro vascaíno, que socou mal desvio de Matheus Ferraz, e Wellington Paulista aproveitou e mandou de puxeta para o fundo do gol. Silêncio sepulcral na Colina.

Silêncio que não durou muito tempo, mais especificamente 2 minutos, tempo que levou até o recém ingressado Edmílson desviar cobrança de falta de Juninho e levar a torcida ao delírio. Após o gol, o jogo ficou muito movimentado, com o Criciúma buscando novo empate e o Vasco apostando nos contra-ataques. Mas, no final das contas, ficou só na correria de ambas as partes e o cotejo terminou mesmo com o 3 a 2 em favor do Vasco da Gama.

Na próxima rodada, o Vasco vai ao Serra Dourada enfrentar o Goiás (quinta, 01/08, às 21h), enquanto o Criciúma pega a Portuguesa no Canindé (quarta, 31/07, às 19h30).

VAVEL Logo