Após nova derrota, Caio Junior não resiste no cargo e deixa o Vitória
Após nova derrota, Caio Junior não resistiu no cargo (Foto: Felipe Oliveira/Agif/Gazeta Press)

Após uma surpreendente derrota do Vitória para o Criciúma por 1 a 0 em seus domínios, a diretoria do Vitória anunciou a demissão do técnico Caio Junior. O treinador, que acumulou três derrotas seguidas, não resistiu no comando da equipe rubro-negra e despediu-se da torcida e colegas de trabalho. 

Caio Junior: 'Tenho orgulho de ter sido treinador do Vitória'

Em entrevista coletiva concedida após a partida, Caio falou dos meses em que esteve no comando rubro-negro e aproveitou para parabenizar a torcida, os jogadores, a imprensa e todos os profissionais do Vitória.

"Não imaginava que poderia acontecer uma coisa dessa. Foram 8 meses de trabalho e estou muito feliz em ter treinado o Vitória. Fizemos um Campeonato Brasileiro digno e honesto, mas infelizmente Deus não quis. A bola hoje não quis entrar e a torcida esteve de parabéns hoje. A minha vida segue. Acho que o meu relacionamento foi muito bom. Agradeço aos torcedores que me trataram muito bem e os profissionais da imprensa. Tenho certeza que esse grupo vai reverter essa situação. Tenho orgulho de ter sido treinador do Vitória", disse o ex-treinador rubro-negro.

Caio Junior assumiu o comando do Vitória em janeiro deste ano. Há oito meses à frente do Leão, levou a equipe ao título do Campeonato Baiano, incluindo goleadas memoráveis de 5 a 1 e 7 a 3, contra o maior rival Bahia. No Brasileirão, deixa o time na 10ª posição, com 22 pontos conquistados e um aproveitamento de 43,1%, tendo seis triunfos, dois empates e nove derrotas. 

Diretor rubro-negro afirma interesse em Ney Franco

Com a demissão de Caio Junior, Raimundo Queiroz, diretor de futebol do Vitória, deu pistas do futuro treinador da equipe para o restante da temporada, e afirmou que Ney Franco é um nome interessante.

"O mercado dispõe de profissionais à altura. Não sei quem dirige o time na quarta-feira, contra o Flamengo, mas pode ser que amanhã a gente convoque uma coletiva. O Ney Franco é um bom nome, bastante interessante. É um dos nomes que temos em mente. Nós procuramos o Péricles Chamusca na época em que contratamos o Caio. Era um nome que estava em pauta, mas não vou falar agora os nomes das pessoas com quem vamos nos reunir", disse o dirigente.

VAVEL Logo