Jorginho pede demissão do Náutico e Levi Gomes é efetivado
Jorginho somou apenas uma vitória em sete jogos no comando do Timbu (Foto: (Foto: Reprodução/Lucas Liausu)

A campanha do Náutico é a pior da história do Campeonato Brasileiro desde que começou a era dos pontos corridos, em 2003. São apenas oito pontos em 18 jogos e somente nove gols marcados nesse período. Apenas duas vitórias, dois empates e 13 derrotas. Após mais uma dessas derrotas, diante do Vasco, na noite desta quinta-feira (5) na Arena Pernambuco, o técnico Jorginho pediu demissão. 

"Quero agradecer a todos pela oportunidade. Se eu ofendi alguém da imprensa, peço desculpas. Desejo sorte aos atletas neste restante de Brasileirão e eles tem capacidade paa subir o Náutico", agradeceu o comandante, em sua despedida na sala de imprensa da Arena.

O ex-treinador não completou sequer um mês no comando do Timbu. Foram sete jogos, com uma vitória e seis derrotas. Jorginho, além disso, foi eliminado logo na primeira fase da Copa Sul-Americana, ao perder a vaga na fase internacional do torneio para o rival Sport, nos pênaltis.

Um pouco antes, o diretor Lúcio Surubim confirmou que o auxiliar Levi Gomes será o técnico do Náutico até o término do Campeonato Brasileiro. Levi é o sexto treinador em 2013. Já passaram pelo clube pernambucano Alexandre Gallo (que assumiu a seleção brasileira sub-20), Vágner Mancini, Silas, Zé Teodoro e, por último, Jorginho Cantinflas.

A reestreia de Levi Gomes (que já dirigiu o time em dois jogos neste Brasileirão) acontece no domingo (8), diante do Corinthians, no Pacaembu.

VAVEL Logo