Jogador do Figueirense culpa o vento e a falta de entrosamento pela partida fraca
Lúcio Maranhão deu a vitória ao Figueirense (Foto: Luiz Henrique / Figueirense Futebol Clube)

Com o forte vento e muitos erros de passe de ambas as equipes, a partida entre Figueirense e Brusque, neste sábado (25), no estádio Orlando Scarpelli não foi das mais interessantes de se ver. O gol da partida saiu apenas aos 33 minutos do segundo tempo, quando o estreante Lúcio Maranhão garantiu a vitória para o Figueirense.

Para Lúcio Maranhão, apesar dá partida não ter sido boa, o importante foi ter saído com a vitória. “A meta era conquistar a vitória, não fizemos um excelente jogo, ainda mais com o vento, mas nosso time soube jogar em cima das dificuldades e alcançou o objetivo”.

Para o atacante o pouco tempo de pré-temporada colaborou para os erros do alvinegro no jogo, mas a partir do momento que o time se entrosar as falhas serão corrigidas.

O técnico do Figueirense, Vinicius Eutrópio disse que, como foi o primeiro jogo da equipe com 90 minutos e primeiro jogo oficial, isso também pesa muito na hora do jogo. Ainda segundo o treinador, é impossível se fazer uma projeção de pontos para as próximas rodadas, já que neste inicio de campeonato não é possível fazer uma avaliação concreta dos adversários.

Apesar da derrota o técnico do Brusque, Pingo, gostou daquilo que viu dentro de campo. “A equipe foi muito bem, taticamente bem postada”.

Para o treinador brusquense, a equipe mostrou um bom futebol, mas que infelizmente não teve sucesso. Pingo ainda disse que o vento foi algo que atrapalho o time no primeiro tempo, mas na segunda etapa a equipe o teve a seu favor, conseguindo uma maior posse de bola.

Na próxima rodada o time do Figueirense vai até o sul do Estado, onde enfrenta o Criciúma. Já o Brusque joga contra o Atlético de Ibirama, em Blumenau.

VAVEL Logo