Para técnico, tranquilidade foi importante para vitória do Metropolitano no Catarinense

Na tarde de domingo (26), o Metropolitano venceu a equipe do Marcílio dias por 2 a 1, em jogo equilibrado no estádio Dr Hercílio Luz na abertura do Campeonato Catarinense. Anderson Lopes abriu o placar para o Marinheiro aos 29 minutos do primeiro tempo. Reinaldo empatou o jogo ao primeiro minuto da segunda etapa, e o zagueiro Gustavo fez o gol-contra que deu a vitória aos visitantes.

Abel Ribeiro, treinador do Metropolitano, destacou a paciência e a tranquilidade da equipe como fatores decisivos para o sucesso. “Conversamos no intervalo, procurando deixa-los tranquilos para jogar. Não havia necessidade de substituição, não queríamos correr o risco de cansar os atletas, por causa do sol forte. A equipe encaixou, trabalhou bem a bola. A personalidade do grupo foi muito importante para recuperarmos o resultado”, explicou o comandante.

Após ver sua defesa cansada dentro de campo e dando oportunidades ao ataque do Metropolitano, o técnico Guilherme Macuglia, do Marcílio Dias, reafirmou o pedido por mais jogadores. No último sábado (25), o Marinheiro apresentou o volante Serginho, de 25 anos, mas ainda não parece ser o suficiente. “Precisamos de um zagueiro, tenho que falar à direção sobre essas dificuldades que estou enfrentando no sistema defensivo, principalmente com zagueiros e volantes”, afirmou.

Ao comentar o gol anulado de Schwenck, Guilherme foi cauteloso: “Nós adotamos uma filosofia de não reclamar da arbitragem, se eles errarem quem vai analisar é a imprensa, não cabe a nós. O nosso objetivo é melhorar a equipe e fazer com que renda mais”.

A torcida do Marcílio Dias, citada pela imprensa local como forte aliada do rubro-anil das avenidas na volta à primeira divisão, vaiou a equipe enquanto ela se dirigia ao vestiário, enquanto os cerca de duzentos torcedores do Metropolitano que acompanhavam a partida aplaudiram seus atletas após a virada.

Abel Ribeiro avalia os destaques do Metropolitano e projeta as próximas rodadas

Ao término da partida, o meio de campo e o ataque do Metropolitano foram elogiados por Abel. “O Júlio Zabotto é tecnicamente muito bom jogador, sofreu marcação individual mais forte do Xipote, mas buscou espaço em campo e quando isso aconteceu, fez a grande jogada que resultou no gol. Ele e o Cícero ainda vão crescer muito na competição. (...) Reinaldo e Maurinho não são muito competitivos defensivamente, mas são jogadores inteligentes e que sempre buscam o espaço, e isso favorece bastante”, comentou.

Abel Ribeiro também respondeu a perguntas sobre a próxima partida, contra o Joinville, e afirmou que fará alterações defensivas na equipe. Mesmo satisfeito com o desempenho no jogo de hoje, o treinador sentiu que seu time teve dificuldades em roubar a bola, e promete aprimorar este quesito. “Daqui pra frente é que o campeonato vai pegar fogo”, finalizou.

Quinta-feira (31), o Metropolitano recebe o Joinville, no estádio do Sesi, em Blumenau e o Marcílio Dias viaja para enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó, na quarta-feira (30).

VAVEL Logo