Com estreia de Maxi e Pittoni, Bahia vence Vitória da Conquista
Talisca comemora único gol do Bahia na partida. É a primeira vitória do Bahia em 2014 (Foto: Gazeta Press)

Vencer. Palavra até então incomum no dicionário tricolor este ano. Enfim, o Bahia reencontrou a página que tanto procurava com um jogador: Anderson Talisca. Em sua casa, o Bahia triunfou diante do Vitória da Conquista na noite deste sábado (25). Antes do tento tricolor, o Bode chegou a balançar as redes duas vezes. Porém, ambos os gols foram anulados.

Com a vitória, o Bahia volta a respirar na Copa do Nordeste e consegue deixar a lanterna, alcançando a 3ª colocação do Grupo B. O líder do grupo é o CSA, com sete pontos, que venceu o Santa Cruz em Pernambuco. Agora, o Santinha tem a mesma pontuação que o Bahia, porém, com saldo a mais. Por outro lado, o Conquista, com apenas um ponto na competição, possui chances remotas de classificação.

Tricolor começa o jogo melhor; Vitória da Conquista teve dois gols anulados pela arbitragem

Com time mais solto que nas partidas passadas, o Bahia entrou em campo com uma mentalidade muito mais ofensiva e sabendo que caso um triunfo não viesse, a classificação estaria muito difícil. Por isso, o Esquadrão começou a partida em cima, em uma noite inspirada de Madson. Logo no início, Maxi Biancucchi mostrou pra que veio: em rápida jogada com Rhayner, quase marcava em sua estreia e no primeiro lance do Bahia no jogo. A dupla de volantes Fahel-Pittoni esteve muito bem, enquanto Fahel continha as jogadas, Pittoni funcionava como segundo-volante, armando as principais investidas do Bahia no ataque. Organizado, o Bahia empolgou o torcedor que foi a Arena Fonte Nova.

Estando ofensivo e jogando aberto, o Bahia dava brecha para os contra-ataques do Conquista. Aos 24 minutos, o Bode abriu o placar, com uma cobrança de falta, porém, contou com desvio de um jogador que estava em posição irregular. O gol foi anulado. No fim da primeira etapa, o Vitória da Conquista marcou novamente: no momento que o Conquista marcou, Fahel sofreu falta.

Com gol de Talisca, Bahia abre o placar na Arena

Com mesmo ritmo do primeiro tempo, o Bahia jogou o segundo tempo ainda mais pra frente: Através da cadencia e habilidade individual de Pittoni, o jogo fluiu bem: Aos 14 minutos da segunda etapa, Pittoni cobra falta pelo lado direito, manda pra área, e Maxi, sozinho, perdeu mais uma chance para estrear ainda mais com pé direito: cabeceou para fora. Aos 18, Talisca substituiu Hélder e mudou o rumo do jogo: com cinco minutos após a mudança, a angústia do Bahia pelo gol teve fim: Madson sofreu pênalti. Maxi pegou a bola, mas Talisca, confiante no momento em que vive chamou a responsabilidade. Na batida, cobrou bem, no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Alex. Estava aberto o placar na Arena Fonte Nova.

O Bahia continuou com a mesma intensidade, como se a partida estivesse empatada. Afinal de contas, nessas competições o saldo de gol é muito importante (e o Bahia precisa). A agonia teve fim: o Bahia conseguiu sua primeira vitória na Copa do Nordeste.

VAVEL Logo