Com gol relâmpago, São Bernardo vence Corinthians no Pacaembu

No aniversário da cidade de São Paulo, a festa foi do São Bernardo. Em partida válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista, a equipe do ABC foi até o Pacaembu enfrentar o Corinthians e, com gol de Erick Flores aos dois minutos da primeira etapa, venceu o Alvinegro por 1 a 0. O resultado manteve os 100% de aproveitamento do Bernô na competição e fez Mano Menezes conhecer a sua primeira derrota no retorno ao Timão.

Demonstrando muita solidez defensiva, o Tigre anulou todas as ações ofensivas dos donos da casa e conseguiu segurar a vantagem por 88 minutos. O gol relâmpago ajudou as pretensões da equipe aurinegra, que não precisou se lançar ao ataque em busca do resultado e pode segurar o ímpeto da equipe do Parque São Jorge. Anulando Rodriguinho, principal armador da equipe, e fazendo forte marcação na dupla de ataque corinthiana, o Bernô conseguiu mais uma vitória na competição – agora são três vitórias em três partidas.

Os pouco mais de 13 mil corinthianos que foram ao Pacaembu na noite deste sábado (25) certamente saíram insatisfeitos com o que viram. Com muitas dificuldades para furar o forte bloqueio defensivo do Bernô, o Timão demonstrou muita falta de criatividade o sistema ofensivo ter mais uma atuação apagada, típica das atuações do ano passado.

Dos jogadores que ganharam chance de Mano Menezes, nenhum deles correspondeu. Alexandre Pato teve mais um rendimento abaixado do esperado e irritou os torcedores do Timão. Quando foi substituído, já no final da segunda etapa, o atacante deixou o gramado sob vaias da Fiel Torcida. Ibson, outro jogador perseguido pelos torcedores durante a partida, também não teve uma boa exibição durante os 45 minutos que esteve em campo. Emerson Sheik também pouco apareceu e não ajudou a equipe durante os 90 minutos.

Agora, o São Bernardo soma nove pontos em três rodadas e lidera o Grupo C. Enquanto isso, o Corinthians estacionou nos seis pontos e perdeu a liderança do Grupo B para o Botafogo de Ribeirão Preto. Na próxima terça-feira (28) o Tigre receberá o Paulista no estádio Primeiro de Maio, às 19h30. Já o Timão irá visitar o Santos, em clássico na Vila Belmiro, na próxima quarta-feira (29), às 21h50.

Com gol no início, São Bernardo sai na frente

O São Bernardo subiu ao gramado do Pacaembu muito mais ligado que o Corinthians e não demorou dois minutos para inaugurar o marcador. Aproveitando falha de comunicação da defesa alvinegra, Erick Flores tabelou com Bady e saiu cara a cara com o goleiro Walter. Com um toque de categoria o meia colocou a bola no fundo da rede e deixou o Bernô em vantagem.

Apesar da resposta alvinegra ter vindo no minuto seguinte, quando Jocinei cobrou falta de longe e obrigou Wilson Júnior a fazer boa defesa, a equipe do ABC soube administrar o resultado durante os quarenta e cinco minutos iniciais, se fechando muito bem e evitando a criação de jogadas pelo meio campo alvinegro. Alexandre Pato e Emerson Sheik pouco se movimentavam e Rodriguinho era anulado pela marcação do Tigre. Ibson se mostrou perdido na função que usualmente é feita por Danilo e também foi muito mal na primeira etapa.

E o primeiro tempo ainda reservou um lance polêmico. Edson fez linda jogada individual para cima de Paulo André e Guilherme e foi tocado pelo volante dentro da grande área, gerando muita reclamação por parte do São Bernardo. A arbitragem nada marcou e a jogada seguiu normalmente.

Ferrolho garante a vitória do Tigre

Assim como na primeira etapa, o Corinthians não encontrou alternativas para furar a forte defesa imposta pelo São Bernardo. Mano Menezes tentou mudar a equipe e colocar Danilo no lugar de Ibson ainda no intervalo, mas a alteração não surtiu efeito. Depois de quinze minutos ineficientes da equipe alvinegra, Mano promoveu mais uma mudança: Rodriguinho deu lugar para Guerrero e o Timão passou do 4-4-2 para o 4-3-3.

Apesar da mudança tática e de uma postura mais ofensiva, o Alvinegro do Parque São Jorge continuou encontrando muitas dificuldades para passar pelo bloqueio do Tigre e o goleiro Wilson Júnior quase não teve trabalho. Na única grande chance do Corinthians no segundo tempo, Alexandre Pato recebeu na entrada da grande área e finalizou na trave.

A resposta do Bernô veio em cobrança de falta de Bady, que obrigou Walter a fazer uma boa intervenção. A partida se arrastou com o Corinthians dominando as ações no campo de ataque, mas sem criar chances efetivas de gol. Nem mesmo a blitz alvinegra no final, com a dupla de zaga jogando no campo de ataque foi capaz de alterar o placar até o apito final da arbitragem.

VAVEL Logo